1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Schröder lança campanha eleitoral na rede

A dois meses da eleição do novo Parlamento e do governo da Alemanha, o chanceler federal, Gerhard Schröder, lançou na internet a sua campanha eleitoral para permanecer no cargo que ocupa desde 1998.

default

Gerhard Schröder apresenta o site de sua campanha eleitoral

O presidente do Partido Social Democrático (SPD), Schröder, entrou na web com um site próprio. Até o lançamento do www.gerhard-schroeder.de, no Sony-Center, em Leipizig, na terça-feira, os internautas podiam se informar nos sites do SPD e do governo (www.bundeskanzler.de). O seu concorrente, o candidato comum dos partidos de centro-direita democrata-cristão (CDU) e social-cristão (CSU) já havia inaugurado a sua página na web (www.stoiber.de), em meados de maio passado.

Colocadas na rede, as plataformas eleitorais dos dois candidatos permitem que os eleitores façam uma comparação e decidam o seu voto com base nas propostas concretas. E, se não se derem por satisfeitos, podem se comunicar com os dois via e-mail.

Em sua página dinâmica, com quatro links (vita, política, tour e atividades), repleta de fotos dos momentos marcantes de sua carreira política, Schröder revela detalhes de sua vida particular. Como, por exemplo, a morte de seu pai no fronte de guerra na Romênia, poucos dias depois que ele nasceu, em abril de 1944, e o trabalho de sua mãe Eika na lavoura para manter os dois filhos – Gerhard e a irmã Gunhild, 5 anos mais velha que ele. Um destaque da página do chefe de governo é uma coluna em que sua esposa Doris, de 38 anos, comenta regularmente a campanha eleitoral do marido. Na coluna, ela parece mais simples do que é na realidade e ainda mais jovial, trajando calça jeans.

Embora a Alemanha tenha perdido a final da Copa do Mundo para o Brasil, o candidato à reeleição faz duas jogadas para os fãs de futebol, na série de fotos de seu site. Uma delas mostra o menino Gerhard jogando pelada num terreno baldio e noutra ele chuta uma bola quando já era chefe de governo alemão. No link dedicado à política, Schröder lembra as realizações do seu governo de coalizão com o Partido Verde e apresenta propostas para os problemas mais graves do país, destacadamente o desemprego. Para os interessados em assistir aos seus comícios, o site oferece as datas e os locais.

Da creche à aposentadoria

A plataforma de Schröder apresenta solução para todos os problemas dos alemães – desde a carência de creches e jardins de infância, passando pelo desemprego juvenil, até a aposentadoria. Como já havia anunciado, ele promete que, reeleito, vai investir maciçamente para aumentar a oferta de creches, jardins e escolas de tempo integral, a fim de dar às mulheres a chance de fazerem carreira e serem mães de família ao mesmo tempo.

O destaque especial é para o combate ao desemprego, com a adoção das medidas propostas pela Comissão Hartz. No site do adversário Stoiber, Schröder é acusado de incompetência e de não ter cumprido sua promessa eleitoral de reduzir o número de desempregados para 3,5 milhões. O atual está beirando os quatro milhões, praticamente o número deixado pelo seu antecessor Helmut Kohl.

Política e globalização

No quesito segurança interna, o site de Schröder diz que a Alemanha ficou mais segura no seu governo, enquanto o do adversário promete determinação para combater a criminalidade e a violência. Na política externa, não há divergências tão antagônicas nas posições dos candidatos de centro-esquerda, Schröder, e de centro-direita, Stoiber. O chefe de governo defende uma política de prevenção de conflitos em todo o mundo e de respeito aos direitos humanos.

Schröder e Stoiber não condenam nem aceitam a globalização incondicionalmente. O chefe de governo diz que a globalização está mudando o mundo, mas destaca que a globalização econômica tem de ser complementada com a ecologia e a democracia. A pobreza, a fome e os problemas sociais e econômicos têm de ser combatidos através de uma cooperação com todos os que se engajam na sua configuração, sem usar a violência, opina Schröder. O candidato à sua sucessão destaca, por sua vez, que o trabalho está sendo redistribuído na globalização e que o processo traz vantagens para os alemães, em virtude do seu alto grau de escolaridade e boa formação profissional.