1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Schröder confirma apoio ao Iraque

Em visita a Berlim, primeiro-ministro iraquiano se encontrou com chanceler federal. Schröder anunciou criação de câmara de comércio e garantiu prorrogação de programas de treinamento militar. Polícia impediu atentado.

default

Schröder (dir.) e Allawi: esquecer as divergências passadas

A Alemanha intensificará seu apoio ao processo de reconstrução do Iraque, apesar das discordâncias passadas quanto à operação militar no país. O anúncio foi feito pelo chanceler federal alemão, Gerhard Schröder, durante uma visita do primeiro-ministro iraquiano, Iyad Allawi, à capital alemã nesta sexta-feira (03/12).

"Ambos estamos convencidos de que não faz o menor sentido ficar discutindo o passado. Todos conhecem nossas diferentes posições", disse Schröder. "Precisamos empregar nossas forças para tornar o Iraque estável e democrático. Isso não é apenas uma tarefa dos iraquianos, mas também da comunidade internacional."

Menos soldados, mais investimentos

Antes de sua visita ao país, Allawi havia dito que não pediria à Alemanha que enviasse soldados, mas que angariasse investimentos de empresas alemãs para projetos de reconstrução no país. "Esperamos que haja uma colaboração cada vez maior com a Alemanha e a Europa", disse. "Acreditamos que a Alemanha possa exercer um papel significativo na reconstrução do Iraque."

Ajad Allawi bei Gerhard Schröder

Schröder (dir.) e Allawi

De fato, Schröder anunciou o intuito de criar uma câmara de comércio teuro-iraquiana nos moldes de outras já existentes, como a câmara franco-alemã do comércio e da indústria, por exemplo, com sede em Berlim e Paris. Para isso, deverá ser realizada uma conferência em fevereiro do próximo ano, com a finalidade de reunir empresários alemães e iraquianos para discutir possibilidades de colaboração econômica.

Know-how militar

A cooperação alemã no Iraque, entretanto, não se restringirá ao setor econômico. Atuais programas de treinamento de soldados e policiais iraquianos também deverão ser expandidos. "Consideramos a hipótese, por exemplo, de treinar especialistas na Alemanha", disse Schröder.

"Mas também queremos expandir a colaboração no setor civil. Por isso propusemos que especialistas nossos, que possuem bom conhecimento no desenvolvimento de infra-estrutura e hoje operam no Egito, também treinem iraquianos. Ou podemos fazer isso aqui na Alemanha mesmo", avaliou.

Polícia alemã impediu atentado

Verstärkte Sicherheitsmaßnahmen nach Terror Festnahmen

Segurança máxima: atirador de elite sobre o telhado da Chancelaria Federal, em Berlim

A visita de Iyad Allawi à Berlim se deu sob um esquema de segurança máxima, que, no final das contas, acabou se justificando. Na manhã de sexta-feira (03/12), a pedido da Procuradoria Geral da República, uma busca da polícia alemã em Berlim, Stuttgart e Augsburg resultou na prisão de três suspeitos de haver planejado um atentado terrorista contra o primeiro-ministro iraquiano.

Dois encontros de Allawi – um deles na Confederação da Indústria Alemã (BDI), outro com iraquianos exilados na Alemanha – tiveram de ser cancelados em função das ameaças.

Leia mais