1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Schalke, Bayern e Leverkusen sacodem a poeira

Vindos de maus momentos na Bundesliga, os três clubes deram a volta por cima na Copa da Alemanha. Campeão alemão, Borussia Dortmund deu o maior vexame. Um time amador continua no páreo.

default

O brasileiro Rodrigo Costa fez o segundo gol do 1860

Rebaixado à segunda divisão ao fim da última temporada, o Freiburg foi a grande zebra da segunda rodada da Copa Alemanha (DFB-Pokal). O time do sudoeste do país arrasou o Borussia Dortmund com 3 a 0. Após o vexame, o técnico Mathias Sammer fez o mea culpa por ter subestimado o adversário, colocando em campo alguns reservas – Dede, Éwerthon e Amoroso jogaram –, que não deram conta do recado. Há 13 anos o Borussia não passa das oitavas-de-final da Copa Alemanha.

Em Munique – A segunda rodada trouxe alívio à crise no Bayern. Onze dias após ter empatado em casa com o Hannover (3x3) pelo Campeonato Alemão, o recordista de títulos do país venceu o mesmo adversário por 2 a 1 e classificou-se para as oitavas da Copa Alemanha. Apesar de burocrática, depois de um primeiro tempo inseguro, a vitória ao menos interrompeu a seqüência de três derrotas e um empate em jogos da Bundesliga e da Liga dos Campeões.

Na véspera do chocho jogo do Bayern, a capital bávara foi palco de uma das melhores partidas da rodada. 1860 Munique e Wolfsburg deram um show de futebol. No tempo regulamentar, o marcador terminou em 2 a 2 – o zagueiro brasileiro Rodrigo Costa fez o segundo gol dos anfitriões – e a partida acabou indo para os pênaltis. A disputa foi dura, cabendo a decisão aos pés dos goleiros. Placar final: 8 a 7 para o 1860.

Goleadas – Revanche se viu em Leverkusen, onde o Bayer se vingou da derrota sofrida para o Stuttgart no fim de semana anterior pelo Campeonato Alemão (1x0). Desta vez, o vice-campeão não deu chance aos suábios e fechou o placar com 3 a 0, sua mais ampla vitória nesta temporada.

Mas quem festejou mesmo foi o Schalke. Após alguns tropeços no Campeonato Alemão, no qual só marcou 14 gols nos 11 primeiros jogos, o bicampeão da Copa Alemanha fuzilou o Borussia Mönchengladbach com 5 a 0, três gols do dinamarquês Ebbe Sand. Há tempos não se via a máquina de gols (Sand-Mpenza-Asamoah) tão eficiente. O resultado mantém o Schalke entre os favoritos na segunda mais importante competição nacional. O Colônia, atualmente na segunda divisão, também protagonizou um festival de gols. Enfiou 5 a 1 na equipe amadora TSG Hoffenheim.

Amadores – Apenas um time amador conseguiu chegar às oitavas-de-final. O Unterhaching – que há dois anos ainda disputara a primeira divisão, mas sofreu dois rebaixamentos seguidos – derrotou o Union Berlim (1x0), que igualmente há dois anos subira para a segunda divisão e fora a grande sensação da Copa Alemanha ao chegar à final.

Para a maior zebra da primeira rodada, a segunda foi o fim da linha. Os amadores do Holstein Kiel, que haviam eliminado o Hertha Berlim na estréia, ainda assustaram os profissionais do Bochum, mas não escaparam da derrota (2x1). O amador Kickers Offenbach também quase se transforma em sensação, mas após colocar 2 a 0 de vantagem sobre o Nürnberg, da primeira divisão, permitiu o empate e acabou vencido na prorrogação (3x2).

Gols verde-amarelos – Além de Rodrigo Costa, mais dois brasileiros balançaram as redes na segunda rodada da Copa Alemanha. Aílton fez o segundo gol dos 3 a 0 do Werder Bremen em cima do St. Pauli, e Chiquinho marcou o terceiro dos 3 a 1 do Ahlen sobre o Reutlingen, no duelo de equipes da segundona alemã.

Leia mais