1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Schöneberg: familiar, mas cosmopolita

Para muitos, não é só geograficamente que Schöneberg fica entre Kreuzberg e Charlottenburg. O centro das decisões políticas da ex-Berlim Ocidental pode ter perdido seu fôlego noturno, mas continua urbano e internacional.

default

Atual subprefeitura sediou governo de Berlim Ocidental

O primeiro registro histórico de Schöneberg data de 1246, quando o nome "villa sconenberch" foi mencionado em uma escritura de Otto III, margrave da província de Brandemburgo. E seu nome, que em alemão significa "bela montanha", até hoje surpreende, já que o bairro é tão plano quanto o resto da cidade.

Foi em 1920 que as províncias de Schöneberg e Friedenau (hoje integrada a Schöneberg) perderam sua autonomia e foram definitivamente incorporadas a Berlim. E talvez o fato de este ser hoje um dos bairros mais urbanos e internacionais da capital se explique pelas diversas metamorfoses por que passou.

Centro do poder

JFK (e) discursa em frente à Rathaus Schöneberg

JFK (esq.) discursa em frente à Rathaus Schöneberg

Desde o final da Segunda Guerra, durante todo o período em que a cidade esteve dividida pelo Muro de Berlim, Schöneberg foi o centro das decisões políticas da antiga Berlim Ocidental. A Rathaus Schöneberg, a subprefeitura do bairro, permaneceu a sede da prefeitura de Berlim até 1991 e da Assembléia Legislativa da cidade até 1993.

O edifício é também um dos símbolos da presença dos Estados Unidos na capital. Não só devido ao Sino da Liberdade (Freiheitsglocke), um presente financiado com doações de cidadãos norte-americanos, instalado na torre central do prédio em 1950.

Mas também foi lá que o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, proferiu a lendária frase "Ich bin ein Berliner" (eu sou um berlinense) ao discursar para a população da cidade. Sem imaginar, claro, que Berliner no resto do país quer dizer "donut".

Entre Kreuzberg e Charlottenburg

Geograficamente, Schöneberg se situa entre os bairros de Kreuzberg e Charlottenburg. Mas há quem diga que o bairro misture elementos dos dois vizinhos também quanto ao perfil e à atmosfera. Antes da reunificação, Schöneberg reunia os bares e clubes chiques da cidade.

Interior do falido clube Goya no antigo teatro Metropol

Interior do falido clube Goya no antigo teatro Metropol

Não havia Mitte, nem Prenzlauer Berg e a chiqueria berlinense se reunia ali. Nos anos áureos, até personalidades internacionais, como David Bowie e Iggy Pop, escolheram Schöneberg para morar.

Mas o recente pedido de concordata do clube Goya cerca de um ano após sua inauguração é um indício da mudança de perfil do bairro. Embora seus idealizadores tenham investido quase 10 milhões de euros na reforma do antigo teatro Metropol para transformá-lo em um templo de dança e degustação para um público abastado, a fórmula acabou não dando certo.

Regenbogenfahne: Schwule und Lesben Festival in Berlin

Bandeira gay na fachada do teatro Metropol

Mesmo assim, a noite em Schöneberg pode ser tão agitada quanto em outros bairros mais alternativos – ao menos para o público gay. A região em torno da praça Nollendorfplatz e da rua Motzstrasse concentra inúmeros bares gays, sex shops e lojas especializadas em todo tipo de fetiche sexual. A maioria dos moradores não pensa duas vezes ao pendurar uma bandeira do arco-íris na janela.

Também foi nesta rua que viveu durante 20 anos o criador da antroposofia e da pedagogia Waldorf, Rudolph Steiner.

Compras, família e infra-estrutura

Durante o dia, Schöneberg é um dos lugares preferidos de turistas de todo o mundo. A rua Tauentzienstrasse, continuação do famoso bulevar Kurfürstendamm, é um dos principais centros de compras da capital. É lá que fica a maior loja de departamentos da Europa continental, a KaDeWe (lê-se "cadevê"), um paraíso de compras que se estende por 60 mil metros quadrados e completa seu primeiro centenário em abril de 2007.

KDW in Berlin

KaDeWe comemora o primeiro centenário em 2007

Aos sábados, a praça Winterfeldplatz torna-se um dos pontos de encontro prediletos dos moradores da região, que aproveitam para degustar as iguarias à venda na feirinha de rua. Hoje uma das áreas mais requisitadas de Berlim, foi lá que viveu o escritor inglês Christopher Isherwood, cujas narrações da vida berlinense durante a República de Weimar deram origem ao musical Cabaré, que depois virou filme.

Infelizmente, também foi ali na vizinhança, no extinto Sportpalast, que o Ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels, incitou a população à guerra total em um discurso de 1944. Em seu lugar, foi construído um bloco de apartamentos populares, apelidado de Sozialpalast. Lá podem ser vistos os restos de um bunker nazista que os engenheiros não foram capazes de destruir.

Sozialpalast in Schöneberg, Berlin

O Sozialpalast e suas antenas parabólicas

Hoje, Schöneberg é um dos bairros mais internacionais da cidade. Lá vive gente das mais variadas etnias e é possível que o bairro concentre tantos moradores de origem turca quanto Kreuzberg, porém de modo mais integrado.

Porém, embora conhecido como uma região sossegada, familiar, especialmente procurada por pessoas de situação financeira estável e com uma excelente infra-estrutura para crianças, o bairro de Schöneberg possui áreas de alta criminalidade, principalmente ao norte, nas proximidades da rua Potsdamer Strasse, que um dia já foi uma das principais vitrines de Berlim.

Leia mais sobre as várias caras de Schöneberg e seus diversos distritos com caráter próprio.

Leia mais