1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Sapatos confortáveis voltam à moda na feira GDS em Düsseldorf

A maior feira de calçados do mundo abriu suas portas ao público especializado em Düsseldorf, nesta quinta-feira. 1.800 expositores, inclusive 14 do Brasil, expõem o que há de novo em matéria de sapatos e botas.

default

Botas do designer alemão "Gangart"

Com a presença de 14 expositores brasileiros, a maioria do Rio Grande do Sul, teve início nesta quinta-feira (14) mais uma Feira Internacional do Calçado (GDS), em Düsseldorf. Cerca de 1.800 expositores apresentam suas coleções para as próximas estações de outono e inverno. Tanto os fabricantes como os comerciantes depositam suas esperanças no segundo semestre, com base, principalmente, na queda da inflação.

Comércio conta com estagnação - O comércio na Alemanha, porém, não está com grandes expectativas para 2002. "Após um faturamento de 18 bilhões de marcos (9,2 bilhões de euros) em 2001, conto com uma estagnação este ano", disse a presidente da associação comercial do ramo, Brigitte Wischnewski.

O setor parte de um aumento do poder aquisitivo de 2,5%, mas reconhece que lojas de móveis ou agências de turismo também tratarão de disputar a preferência dos consumidores. Enquanto as mulheres compram, em média, seis pares de sapatos por ano, os alemães se contentam com três pares.

Sapatos mais simples e cômodos - Quanto às tendências pode-se dizer que os sapatos estão mais simples e esportivos, menos pontudos, e que a comodidade é o mandamento número 1. Isso significa solas de borracha ou crepe e a volta das fôrmas arredondadas. "O conforto e a alta qualidade vão substituir as extravagâncias", diz Philipp Urban, da Federação da Indústria Calçadista Alemã.