Sankt Blasien: beleza entre três países | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 03.01.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Sankt Blasien: beleza entre três países

A cidade é destino certo de quem procura descanso e natureza: pouco mais de 4 mil habitantes, 77% da área coberta por florestas e 16% destinados à agricultura. Assim é Sankt Blasien, no sul da Alemanha.

default

Sankt Blasien é destino certo de quem gosta de conciliar montanha e natureza

O vilarejo de Sankt Blasien tem apenas 7% de área construída, incluindo ruas e estradas. O resto é floresta e espaço destinado para a agricultura. É um ponto estratégico de parada para o turista que deseja levar alguma lembrança da região, que ainda preserva uma aura de originalidade. Na lista estão utensílios para a casa, relógios cuco, artigos de lã e os canecos de cerveja.

O mosteiro beneditino de Sankt Blasien foi citado, pela primeira vez, no ano de 858. A história da cidade está diretamente ligada à religião. Na Alta Idade Média, era um dos mosteiros mais importantes da Floresta Negra. No local, foi instalada uma das primeiras máquinas da Alemanha, de tear. Desde 1934, o colégio jesuíta Sankt Blasien (com internato) funciona nas instalações do mosteiro.

Kloster in Sankt Blasien

Decoração típica regional no prédio do mosteiro

Durante a Segunda Guerra Mundial, o local foi transformado em hospital militar. Outra conseqüência da guerra foi o confisco dos sinos da igreja. Depois de muito esforço do padre Wilhelm Schuh, cinco novas peças foram fundidas em Heidelberg em 1951 e, dez anos mais tarde, outros quatro sinos. Atualmente, duas torres de 12 metros de largura e 30 metros de altura cada abrigam os sinos.

Igreja monumental

A catedral hoje visitada por milhares de turistas precisou ser reconstruída em 1768, após um grande incêndio que também destruiu o mosteiro. Sua estrutura original, em estilo barroco, contava com duas torres. Para o novo projeto foi proposta a construção de uma igreja com cúpula. Depois de 11 anos de trabalho (considerado um espaço de tempo curto para tal tarefa), a igreja foi concluída em 21 de setembro de 1783.

Dom in Sankt Blasien

Catedral de Sankt Blasien

Em 27 de maio de 1977, os moradores acordaram aterrorizados com outro grande incêndio. As chamas tomavam conta do mosteiro e ameaçavam atingir a igreja. Graças à atuação dos bombeiros e a uma parede que separava as duas construções, o fogo não atingiu a catedral, preservando obras de arte, como o órgão e a cúpula.

A cúpula com 36 metros de diâmetro e 62 metros de altura é a terceira no ranking das maiores na Europa. É neste monumento que se realizam concertos internacionais de verão, cujos ingressos esgotam já na primeira semana de venda. Não é raro entrar na catedral e ser surpreendido por ensaios de coros e solistas.

Domkuppel in Sankt Blasien

A catedral tem a terceira maior cúpula da Alemanha

Repouso

Em 1892, um pneumologista inaugurou a casa de repouso Sankt Blasien. O objetivo principal era aproveitar os benefícios da natureza e o ar puro da montanha para tratar doentes com tuberculose.

Apesar da oposição, inclusive da população, que temia a doença, e a queda do número de turistas no verão, a clínica não foi fechada. Hoje, é considerada uma das melhores em sua especialidade no país. O esforço médico e a fama da instituição transformaram Sankt Blasien em uma estância termal durante todo o ano.

Leia mais