1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

"Samurais azuis" têm base em Bonn para acompanhar seleção

A seleção do Japão e muitos torcedores e torcedoras do país asiático estão concentrados em Bonn durante o mês da Copa do Mundo. DW-WORLD conversou com alguns dos visitantes para saber suas impressões sobre o país.

default

Torcedores estão entusiasmados com sua equipe

Uma caminhada pelas ruas de Bonn revela que muitos japoneses viajaram meio mundo para torcer pelos jogadores da seleção que, nesta quinta-feira (22/06), enfrenta os pentacampeões mundiais. Os visitantes orientais escolheram a antiga capital da Alemanha como "quartel-general" porque a cidade serve de concentração para o time.

Enquanto a Alemanha se preparava para receber hóspedes de todas as partes do mundo, Bonn se concentrou na preparação para atender os japoneses.

O centro da mídia e dos fãs não está localizado em um hotel, estádio ou prédio de escritórios, mas sim em um museu. "Escolhemos o Rheinisches Landesmuseum porque muitos dos visitantes japoneses que chegam a Bonn durante a Copa do Mundo também querem conhecer um pouco da cultura", diz Masato Watanabe, representante da Associação de Futebol do Japão.

O local também serve como ponto de encontro para os torcedores, jornalistas e demais interessados no time. Mas o futebol é apenas algo a mais. Cursos e apresentações são oferecidos durante o período da competição, uma cooperação da Sociedade Teuto-Japonesa. Tem de tudo na programação, desde arranjo de flores e kimonos, passando por artes marciais, go (jogo típico japonês) e origami.

Culinária

WM Fußball Japan Fans in Köln

Japoneses comem menos em relação aos demais turistas

O restaurante do museu conta no cardápio com pratos típicos alemães, mas também com comida japonesa. Uma marca de cerveja japonesa patrocinadora da seleção não é deixada de lado no centro. Mas os turistas estão muito interessados mesmo na oportunidade de conhecer os elementos da cultura alemã e aí inclui-se a cerveja e a salsicha locais.

De acordo com Michael Thomas, do restaurante Zum Gequetschten, localizado no centro da cidade, 50% dos clientes estrangeiros são do Japão. "Os japoneses comem e bebem muito menos. Eles pedem um prato e dividem entre quatro", comenta.

Grandes estádios ou telões

No que diz respeito a acompanhar os jogos do time, os "samurais azuis" têm diversas opções. Uma é visitar o estádio de futebol da cidade, onde a equipe treina. Há horários em que a entrada é gratuita.

Na hora do jogo, para quem não tem ingressos, é possível ir a um dos maiores locais abertos da cidade organizado para mostrar as partidas. No entanto, a entrada não é franca e o assento mais barato sai por 11 euros. Dessa forma, os telões oferecidos em pubs em esquinas de Bonn são mais atraentes.

WM Fußball Japan Fans in Köln

Jogadores são bons, mas técnico é ruim, dizem torcedores

Megunu e Musaku, dois torcedores a caminho dos treinos do time, disseram que se conheceram em Barcelona, ambos fazendo turismo e decidiram continuar juntos durante a Copa na Alemanha.

Quando perguntados sobre a performance da equipe, Musaku foi direto. "Os jogadores são muito bons, mas o técnico é ruim", disse a respeito do brasileiro Zico.

Considerado um dos melhores jogadores de futebol do Brasil, Zico comanda a seleção japonesa há quatro anos. Nesta Copa, porém, conquistou apenas um ponto no empate sem gols contra a Croácia. A primeira partida acabou em derrota para a Austrália em 3 a 1.

Leia mais