1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Samba em Dortmund: torcida brasileira comemora outra vitória

Seleção vai para as quartas-de-final e torcedores brasileiros comemoraram com batuque, corneta e muita música a vitória sobre Gana.

default

Porque todo barulho é pouco...

O pátio coberto ao lado do estádio de Dortmund ficou lotado com os 15 mil torcedores que compareceram para assistir no telão ao jogo entre Brasil e Gana pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo, nesta terça-feira (27/6).

As cores verde e amarela na camisa dos brasileiros vestidos de índios, gaúchos e nordestinos predominavam na massa, em que também se misturavam alemães, americanos, ganenses e togolenses.

WM Fußball Ghana Fans in Accra

Torcedores de Gana

A torcida dos africanos ficou decepcionada com a derrota contra os "burocráticos" canarinhos. "A África inteira estava vibrando por Gana", comentou Ivy, togolês de 34 anos, que se disse decepcionado e triste com o resultado do jogo por considerar que o time tenha jogado muito bem.


Apesar de não terem comparecido em grande número à Copa, os torcedores ganenses tinham reforço e apoio da maioria dos alemães que estavam presentes na área reservada à transmissão dos jogos em Dortmund. Algums alemães se arriscaram a torcer pelo Brasil na esperança de que a seleção chegue à final para disputar o título contra a Alemanha, que planeja a revanche da Copa de 2002.

Fala, Brasil!

Fußball, WM 2006, Brasilien - Ghana, 27.06.2006

Jogadores comemoram o recorde de Ronaldo

O gol de Ronaldo, aos cinco minutos do primeiro tempo, entusiasmou a torcida brasileira, que também comemorou o recorde de maior artilheiro em Copas do Mundo do craque. As acusações sobre os quilos a mais do jogador foram deixadas de lado e os torcedores até se arriscaram a fazer previsões, como a paulista Patrícia Ribeiro, de 23 anos: "Está se confirmando o que todos temiam. Ronaldo emagreceu e vai mostrar agora o futebol que sabe jogar".

Apesar da alegria inicial, o jogo contra Gana não foi tão tranqüilo quanto se esperava. Os ganenses partiam para o ataque, levavam as mãos dos torcedores à cabeça e lhe arrancavam gritos de desespero. Por muito pouco o Brasil não leva um gol aos 42 minutos do primeiro tempo. "Santas pernas de Dida no meio do caminho da bola..."

O desempenho da seleção canarinho foi motivo de indignação. "O Brasil faz um gol e acha que já ganhou o jogo", disse Paulo Rodrigues, 59 anos, de Caxambú.

E, apesar de o time de Gana ter arriscado mais em chutes a gol, cobrado mais escanteios e ter tido mais posse de bola, o jogo terminou 3 a 0 para os brasileiros, com mais um gol de joelho de Adriano, que estava impedido, e um inesperado de Zé Roberto, que tocou sozinho, na saída do goleiro.

Brasilianische Fans im Zug

Samba de paulista...

Como a palavra de ordem da torcida verde-amarela na Alemanha é comemorar, o resultado final satifez os brasileiros que desenbolsaram uma quantia de quase sete mil euros pelo pacote que incluía passagens, hospedagem e ingressos para as partidas.

E Dortmund, mais uma vez, teve que rebolar ao som do samba e do batuque de paulistas que na terra da garoa andam de gravata, mas na Copa se vestem até de canarinho.