Salão do Automóvel de Frankfurt confirma tendência dos SUVs de luxo | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 23.09.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Salão do Automóvel de Frankfurt confirma tendência dos SUVs de luxo

Animadas pelas grandes margens de lucro, montadoras presentes no Salão de Frankfurt investem no segmento de veículos utilitários esportivos e miram o mercado asiático.

default

Eterniti Hemera, esportivo de luxo da nova marca britânica

O novo SUV ultraluxuoso Eterniti Hemera, cujo protótipo foi exibido no Salão do Automóvel de Frankfurt 2011, oferece aos motoristas interessados em luxo tudo o que a sua imaginação desejar. Até mesmo esmeraldas ou platina no painel.

E esse é só um exemplo. Montadoras como Maserati, Bentley e Aston Martin também ampliam seu portfólio para tirar proveito do aumento da demanda por veículos utilitários esportivos (SUV, na sigla em inglês) de luxo, principalmente na Ásia.

No Salão de Frankfurt, realizado de 15 a 25 de setembro, a Eterniti lançou tanto a marca quanto seu primeiro protótipo totalmente montado do Hemera. Focada no segmento SUV de luxo, a montadora baseada em Londres oferece aos clientes uma ampla gama de materiais personalizados e alterações do modelo básico do Hemera.

Fundada por um grupo de investidores privados, a Eterniti é a marca mais recente a tentar lucrar com o crescimento da demanda por SUVs de luxo nos mercados emergentes. Henner Lehne, diretor de previsões da empresa de pesquisa IHS Automotive em Frankfurt, espera que as vendas de SUVs na Ásia cresçam 56% até 2017.

Maserati Kubang IAA 2011 FLASH Galerie

O Kubang, da Maserati, terá câmbio automático de oito marchas

Ásia em foco

O Hemera foi especialmento desenvolvido para os clientes asiáticos. A Eterniti afirma que o carro é baseado na "mais dinâmica versão da plataforma de última geração de grandes SUVs do grupo VW", ou seja, no Porsche Cayenne.

A cabine deverá ser reprojetada para dar aos passageiros sentados no banco de trás dez centímetros a mais de espaço. Os dois bancos traseiros, separados por um console central, terão espaço para tablets iPad.

"Na China, os clientes querem tanto ter a opção de serem conduzidos por um chofer quanto a de dirigir eles mesmos", diz Mark Carbery, chefe de comunicação da Eterniti. "O espaço adicional para as pernas satisfaz essa demanda."

Com um preço base estimado em 170 mil euros – mais que o dobro do de um Cayenne Turbo –, o Hemera terá o mesmo motor twin-turbo V8 de 4,8 litros do concorrente. A Eterniti pretende, porém, ajustar o motor para atingir mais de 620 cavalos de potência e uma velocidade máxima de cerca de 290 quilômetros por hora.

A Eterniti reconhece que seu Hemera não pode competir com as marcas já estabelecidas em termos de volume de vendas, mas colocará seu produto no mercado rapidamente, com a intenção de produzir 30 unidades em 2012 e 100 em 2013.

Marcas de luxo de olho nos SUVs

Genf Autosalon 2009 Lagonda

Aston Martin busca investidores para o Lagonda

Outras montadoras também aproveitam a tendência de crescimento da demanda por SUVs de luxo. A Maserati, por exemplo, apresentou no Salão de Frankfurt seu Kubang.

Aproveitando as sinergias com a marca irmã Jeep, a Maserati baseou o Kubang no líder de mercado da Jeep, o Grand Cherokee. Mas ele será alimentado por um motor produzido pela Ferrari e acoplado com um novo câmbio automático de oito marchas.

Enquanto isso, a montadora britânica Aston Martin tenta convencer investidores a bancar a produção de seu Lagonda, lançado como conceito no Salão do Automóvel de Genebra, em 2009.

"Assim como revivemos a Aston Martin nos últimos dez anos, poderíamos fazer o mesmo com o Lagonda", disse em Frankfurt Ulrich Bez, executivo-chefe da marca. "Mas precisaríamos de investidores para financiá-lo, já que não conseguiríamos apenas com o nosso fluxo de caixa."

Segundo Bez, os investidores não precisariam necessariamente possuir ações da Aston Martin, poderiam atuar como sócios limitados, ou seja, investidores financeiros seriam preferíveis. Para o executivo, a Mercedes-Benz poderia servir de base sólida para um Aston Martin SUV, se a Daimler vislumbrasse ganhos comerciais no possível empreendimento.

A colega britânica Bentley também sugeriu em Frankfurt que em breve lançaria um SUV já prometido há tempos. "Não nos faltam ideias para o futuro", disse Wolfgang Dürheimer, chefe da montadora.

Flash-Galerie Eterniti Hemera Luxus-SUV

Eterniti Hemera Luxus, que é baseado no Porsche Cayenne

Porsche: pioneira em desempenho no mercado SUV

O chefe da Bentley está familiarizado com a ideia de lançar um SUV luxuoso de sucesso. Como ex-chefe de pesquisa e desenvolvimento da Porsche, Dürheimer foi fundamental para a introdução do Cayenne no mercado.

Pioneiro do segmento SUV de luxo, o Porsche Cayenne foi amplamente ridicularizado quando começou a ser produzido, em 2002, mas logo se tornou uma galinha dos ovos de ouro para a companhia baseada em Stuttgart.

Deutschland Auto Porsche Cayenne GTS

Cayenne, o pioneiro da Porsche, inspira a concorrência

"Neste ano, o Cayenne será responsável por cerca de 47% das vendas globais da Porsche", disse o analista industrial Lehne. "Esperamos que as vendas de SUVs cresçam regularmente com a introdução de um modelo menor de SUV da Porsche, o Cajun, em 2013."

Parte do grande impacto que o Cayenne teve sobre os lucros da Porsche pode ser explicada pelo fato das margens de lucro para SUVs de luxo serem extremamente altas. Para Lehne, a Bentley e a Aston Martin estão tentando atingir o sucesso do Cayenne, mas não alcançarão as vendas do Cayenne.

"Em termos de volume, eles estão mais propensos a vender 3 mil unidades por ano, contra as 25 mil a 50 mil que a Porsche traçou como meta", prevê o analista.

Autor: Sarah Kelly (lpf)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais