1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Sabonete com mesquita no rótulo irrita muçulmanos na Alemanha

Supermercado alemão Aldi retira de circulação sabonete líquido depois de clientes se declararem ofendidos com a representação de uma mesquita no rótulo, em caso que ilustra como o islã é tema sensível hoje no país.

Uma polêmica na internet em torno de um sabonete líquido mostra como as sensibilidades estão à flor da pele na Alemanha quando se trata de temas relacionados ao mundo islâmico.

Em dezembro, o supermercado Aldi Sud colocou nas prateleiras um sabonete líquido chamado Ombia – 1001 Noites, que deixa um "perfume oriental", segundo a propaganda da empresa. Ao lado, uma imagem do que aparenta ser uma mesquita.

Muitos muçulmanos se sentiram ofendidos, afirmando que uma mesquita não deve ser usada no rótulo de um produto, muito menos de um sabonete, e sua imagem não pode ficar no banheiro, perto de uma privada. Eles publicaram reclamações na página no Facebook do supermercado.

"A mesquita com sua cúpula e seus minaretes é um símbolo de dignidade e de respeito para os muçulmanos", afirmou um consumidor, que se declarou chocado.

Screenshot von der Facebook-Seite von Aldi Süd

Muitas pessoas lembraram que outros produtos também mostram mesquitas em seus rótulos

O Aldi logo reagiu, afirmando que retiraria o sabonete de suas prateleiras. "Lamentamos que vocês tenham ficado irritados com o design do nosso sabonete", afirmou a empresa, em nota, acrescentando que as reclamações seriam repassadas para o setor responsável pelo design de embalagens.

Só que muitos consumidores – aparentemente não muçulmanos – que não se sentiram ofendidos com o produto ficaram ofendidos com a reação – segundo eles exagerada – do supermercado.

Eles disseram que o Aldi cedeu a pressões e que é comum encontrar mesquitas em rótulos de produtos, principalmente turcos. Além disso, a imagem nem mesmo é exatamente uma mesquita, argumentaram.

De fato, o objeto representado no rótulo é a Hagia Shopia, em Istambul, que foi construída como uma igreja em 532. Depois de 921 anos, foi convertida em mesquita pelo sultão Mehmet 2º. Nos últimos 80 anos, o local abriga um museu.

"Francamente, quem pode considerar retirar um produto do mercado porque há um museu na embalagem", questionou a especialista em marketing Annette Lemm.

O sabonete, porém, não retornou às prateleiras do Aldi. O supermercado argumentou que se trata de um produto sazonal e que, de uma forma ou de outra, teria sua venda suspensa ao final do inverno europeu.

AS/dw/ots

Leia mais