1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Só Hertha deu vexame

Dos 18 clubes da primeira divisão, só o time da capital, agora treinado por técnico bicampeão, foi eliminado na primeira rodada da Copa Alemanha. Grandes clubes venceram, sem brilhar. Goleadas foram poucas.

default

Cumprimento de torcedor nu ao goleiro Kahn (Bayern) foi o principal lance da primeira rodada

Em todo caso, os resultados mostram que as equipes da primeira divisão levaram mais a sério a estréia deste ano na segunda mais importante competição nacional. Na última temporada, cinco times da Bundesliga não chegaram à segunda rodada, inclusive o atual campeão alemão, o Borussia Dortmund.

A eliminação do Hertha Berlim pegou todos de surpresa. O clube da capital alemã reforçou-se bem para a nova temporada, contratando não só o atacante brasileiro Luizão, mas também o técnico holandês Huub Stevens, que levou o Schalke ao bicampeonato na Copa Alemanha em 2001 e 2002. A conquista da Copa da Liga parecia revelar que o time estava no caminho certo.

Mas, tal como no ano passado, o sucesso no torneio início comprova não ser garantia de êxito nas duas principais competições do país. No Campeonato Alemão, o Hertha amarga a nona colocação, com três empates. Agora, o vexame maior na Copa Alemanha.

O responsável pelo bota-fora do time de Luizão, Marcelinho Paraíba, Alex Alves e Nenê (os dois últimos não jogaram) foi o Holstein. Na base da garra, a equipe amadora de Kiel, que disputa a terceira divisão (Liga Regional Norte), conseguiu conter a superioridade técnica do Hertha e levar a partida num empate de 1 a 1 para os pênaltis. Os favoritos, porém, não tiveram nervos e desperdiçaram seus três primeiros chutes, enquanto os anfitriões não vacilaram: 3x0.

Vitórias foscas – Nenhum dos grandes clubes alemães brilhou na estréia. As poucas goleadas couberam a equipes médias e menores da Bundesliga. A maior foi protagonizada pelo 1860 Munique, que surrou os amadores do Alemannia Aachen por 7 a 0. O Hamburgo deu de 6 a 0 no Schönberg e o Arminia Bielefeld, de 5 a 0 na equipe B do FC Saarbrücken, enquanto o Kaiserslautern balançou a rede do Paloma, de Hamburgo, cinco vezes.

Na verdade, os times das estrelas internacionais estiveram à beira do vexame. O bicampeão Schalke suou para vencer por 2 a 1 os amadores do Bayern de Munique, enquanto o vice Bayer Leverkusen penou para passar pelo Rot-Weiss Essen: 1 a 0 com gol de Lúcio.

Campeão alemão, o Borussia Dortmund quis evitar a vergonha de 2001, quando foi eliminado na estréia, e pôs todos os titulares em campo contra o Concordia Ihrhove. Mesmo assim, o time da quarta divisão resistiu bravamente todo o primeiro tempo. Somente no segundo os favoritos encontraram o caminho do gol, fazendo 3 a 0.

A cena e o placar se repetiram em Bremen, onde o Bayern de Munique também só pôs a bola na rede dos amadores do Werder na segunda etapa, após o treinador Ottmar Hitzfeld dar um sermão no intervalo. "Pensem bem, se a gente perder, vai ser o inferno", advertiu. Élber abriu o marcador.

Os resultados de 4 a 1 do Stuttgart sobre o Paderborn e de 3 a 1 do Bochum (líder do Campeonato Alemão) sobre o Erzgebirge Aue não foram igualmente acompanhadas de bela exibição, apesar do abismo qualitativo entre as equipes. No geral, os times profissionais da Bundesliga cumpriram a obrigação de vencer, sem aproveitar todo seu potencial.

Dos 28 times amadores (terceira divisão para baixo) inscritos na Copa Alemanha, apenas cinco classificaram-se para a segunda rodada. Além do Holstein, que eliminou o Hertha, Hoffenheim, Unterhaching, Kickers Offenbach e Bahlinger conseguiram a façanha, despachando equipes profissionais da segunda divisão.

Leia mais