1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Síria acusa Israel de atacar áreas próximas a Damasco

Bombardeios ocorreram perto do aeroporto internacional da capital e da cidade de Dima, junto à fronteira com o Líbano. Militares acusam israelenses de querer ajudar rebeldes terroristas a derrubar presidente sírio.

A Síria acusou Israel de dois ataques aéreos neste domingo (07/12) em zonas controladas pelo governo sírio próximas a Damasco. Um bombardeio ocorreu perto do aeroporto internacional da capital síria e o outro, nos arredores da cidade de Dimas, junto à fronteira com o Líbano, segundo divulgou a agência estatal de notícias Sana.

Os ataques foram classificados pela agência como "uma agressão contra a Síria". Não há registros de vítimas. As autoridades militares israelenses afirmaram que não vão comentar informações dadas por agências estrangeiras.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado em Londres, afirmou que o ataque perto do aeroporto internacional de Damasco atingiu um depósito, mas ainda não está claro qual tipo de material era armazenado no prédio. Segundo o Observatório, pelo menos dez explosões foram ouvidas em uma área militar perto de Dimas.

Para as Forças Armadas sírias, os israelenses querem ajudar os rebeldes que tentam tirar o presidente Bashar al-Assad do poder. "Esta agressão direta de Israel foi realizada para ajudar os terroristas na Síria, depois que obtivemos vitórias importantes em Deir Ezzor, Aleppo e em outras regiões", acusaram os militares.

A Força Aérea e o Exército israelense lançaram vários ataques contra posições militares sírias desde o início dos protestos contra Assad, em março de 2011. O ataque aéreo mais recente havia sido realizado em março e visou posições militares na região de Quneitra, perto da fronteira com Israel.

Síria e Israel estão em estado de guerra desde a ocupação israelense das Colinas de Golã, em 1967. A ocupação não é reconhecida pela comunidade internacional.

MSB/ap/lusa/afp

Leia mais