1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

São Paulo recebe Festival de Curtas de Direitos Humanos

Evento mostra ao público curtas-metragens que abordam o tema em 260 exibições espalhadas por toda a cidade. Serão mais de cem filmes, nacionais e de países como Irã, Índia e França.

Democratizar o cinema e levantar discussões em torno de assuntos relacionados aos direitos humanos é o objetivo do "Entretodos". O Festival de Curtas de Direitos Humanos, que começa nesta segunda-feira (03/11), chega a sua sétima edição com a exibição de mais de cem filmes de todo o mundo.

Com um tema tão amplo, o festival, surgido em 2007, busca levar seus filmes para as diferentes regiões da cidade, atingindo diferentes públicos e incentivando o debate e a disseminação dos temas abordados.

A valorização das diferentes vozes da cultura em São Paulo, intensificada pela política de inclusão administrativa e participação popular na utilização dos espaços públicos da cidade pela prefeitura, serviu de inspiração para o tema do festival neste ano: Cidadania cultural.

"Trata-se de uma realidade da cidade, onde vivemos um momento bastante profícuo de produção e divulgação de atividades culturais pulverizadas pelos bairros e periferias. Daí, a proposta do tema, o que nos trouxe diversas produções que falam direta ou indiretamente desse forte movimento que São Paulo vem apresentando", diz o curador do festival, Jorge Grinspum, à DW Brasil.

Brasilien Filmfestiival Entretodos

"Black block – Uma história de amor e violência" de Noé Vitoux dá voz aos participantes dessa tática de protesto

Formato ideal

Em seus cinco dias, o festival exibe sua programação em 57 pontos de cultura, educação, institutos, coletivos, fundações e até as ruas de todas as regiões da capital paulista. São mais de 260 sessões.

"O modelo que inicialmente idealizamos – exibir em um único espaço fixo – transformou-se numa grande e pulverizada rede de exibição dos curtas-metragens em dezenas de centros culturais, escolas, cineclubes de bairros e periferias, seguidos de debates e intervenções artísticas que abordam direta ou indiretamente do tema direitos humanos", explica.

Segundo Grinspum, a velocidade da informação está formando um novo olhar dos públicos, principalmente o jovem, em que o diálogo rápido é mais efetivo e convidativo. O formato curto, afirma ele, permite também utilizar o espaço de tempo disponível das salas de projeção.

Em parceria com a rede municipal de ensino, muitos desses filmes são vistos por estudantes, professores e ativistas ligados a comunidades.

"Vimos que o festival tem grande potencial de mobilizar jovens em geral, estudantes, artistas e profissionais engajados em expressar-se a respeito dos direitos humanos", afirma.

Brasilien Filmfestiival Entretodos

Um jovem percusionista tenta viver de música em "Tum Tum - som de batuque" documentário de Bruno Martins

Cinema e sustentabilidade

A mostra competitiva desta edição do "Entretodos" conta com 29 títulos, 16 brasileiros e 13 de países como Irã, China, Índia, França, Espanha e Estados Unidos.

A Alemanha participa do evento com o curta de animação Der Hamstermann. O filme de Christof Görs mostra um ser humano vestido de hamster, que após a trágica morte de seu melhor amigo tenta sair de sua rotina deixando sua cidade natal.

O restante dos curtas são divididos em programas temáticos: mostra infantil, Vozes urbanas, Possibilidade, Na lata, Incêndios e Visão de dentro. Além de um programa especial de filmes produzidos pela Rede Municipal de Educação.

Além da exibição de filmes e de debates, o festival também oferece prêmios em diferentes categorias, como melhor curta, roteiro, visão social, educação em direitos humanos e cidadania cultural.

A cada nova edição, um artista plástico é selecionado para a confecção do troféu, que nesse ano será feito pelo artesão Jean Humberto Freitas, utilizando materiais descartáveis da informática e eletrônicos.

Outra novidade do festival é o Cinesolar, primeiro cinema móvel do Brasil que utiliza energia solar na exibição de filmes. O projeto, que começou em 2013, já realizou mais de 90 sessões em 50 cidades ao redor do país.

O ENTRETODOS – Festival de Curtas de Direitos Humanos é realizado de 03 a 07 de novembro em 57 pontos espalhados pela cidade de São Paulo.

Leia mais