1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Rudi x Berti, confronto entre amigos

Duas estrelas do futebol alemão estarão frente a frente. Os técnicos Rudi Völler, da Alemanha, e Berti Vogts, do selecionado escocês, disputam uma vaga para a Eurocopa. Ambos garantem que será um confronto entre amigos.

default

A bola vai rolar. Quem será o vencedor?

"Völler e eu não temos por que permitir que o jogo se torne um duelo pessoal. Não estamos em pé de guerra", afirmou Berti Vogts, técnico da seleção escocesa há 15 meses. Esse é o tom comum entre ambas estrelas do futebol alemão, de respeito e consideração. Rudi Völler, no comando da seleção alemã, confirma o clima de serenidade com seu colega: "Nosso relacionamento é bom e os jogos eliminatórios não irão mudar nossa postura."

Nem por isso, o primeiro confronto entre as duas seleções, neste sábado (7/6), em Glasgow, deixa de ter um atrativo especial. A partida das Eliminatórias da Eurocopa está sendo considerada um encontro de cúpula entre duas personalidades de destaque no meio futebolístico, cujas carreiras passaram por momentos em comum.

Vogts

Berti Vogts

Vogts contribuiu para a formação de Völler desde que ele atuava como júnior. Foi sob a assistência de Vogts, braço direito do então técnico Franz Beckenbauer, que Rudi ajudou a Alemanha a vencer a Copa do Mundo de 1990, seu grande triunfo como jogador. Quando, mais tarde, Vogts se tornou técnico da seleção, seu atacante preferido Rudi Völler entrou 22 vezes em campo para disputar jogos pela Alemanha.

Rudi Völler entende que a partida de sábado cause uma expectativa extra entre os amantes do futebol. "Isso é absolutamente normal", disse o técnico, frisando contudo que não se deve dar importância exagerada ao evento.

15 anos juntos – Berti Vogts trabalhou durante 22 anos para a Federação Alemã de Futebol (DFB) e em boa parte do tempo esteve acompanhado pelo então jogador Rudi Völler. "Quando se tem um mesmo treinador por 15 anos e depois ele senta do outro lado do banco em que você está, não deixa de ser um acontecimento especial", admitiu o técnico alemão sobre o fato de os dois estarem exercendo a mesma função após mais de uma década de relação treinador-jogador.

Representantes do futebol – Vogts (96 jogos nacionais) e Völler (90 jogos nacionais) são considerados representantes de duas gerações de jogadores de sucesso. O atual técnico da Escócia, de 56 anos, foi um ídolo nos anos 70 que coroou sua carreira de jogador com a conquista do Mundial de 1974. Já Völler, 43 anos, solidificou seu status de jogador nacional nos anos 80 e 90.

Diferenças – Indiscutivelmente consagrados, ambos se diferem, porém, em diversos pontos. Vogts nunca teve o mesmo apoio da imprensa, nem desfrutou da simpatia incondicional da torcida. Seu jeito de ser sempre foi mais reservado e distante que o de Völler, tido como o queridinho da nação.

Der deutsche Fussballnationaltrainer Rudi Völler

Rudi Völler

No comando da seleção alemã, o antigo e atual técnico demonstram as mesmas características: obsessão pelo sucesso, extrema disciplina e zelo pela organização. O diferencial está no estilo. Enquanto Vogts é sistemático e prefere manter o controle sobre todos os detalhes da atuação de cada craque em campo, Völler segue seu instinto e transfere tal responsabilidade para os próprios jogadores.

O desempenho apresentado nos últimos tempos pelas duas seleções revela que o método Völler tem sido o mais eficiente. A seleção alemã é a favorita, mas isto não significa que Vogts queira entregar o jogo de antemão: "Vamos tentar vencer." Palavra de mestre.

Leia mais