1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Roteiro turístico destaca as cidades na vida de Lutero

Um passeio pela Turíngia permite ao visitante percorrer os principais locais que marcaram a vida do reformador Martinho Lutero.

default

Em Eisleben, monumento na praça central homenageia o único filho ilustre da cidade

Na Turíngia não está localizada apenas Weimar, cidade de Goethe e um símbolo para a literatura alemã: é também a região em que o reformador Martinho Lutero nasceu e viveu. Um passeio pelos locais que marcaram a vida de Lutero é, ao mesmo tempo, uma visita ao berço do luteranismo e da Reforma Protestante, o movimento que mudou os rumos do cristianismo e que está intimamente ligado às tradições alemães.

São pelo menos quatro as cidades da Turíngia que marcaram a vida de Lutero: Eisleben, Erfurt, Eisenach e Wittenberg. Uma maneira de percorrer o roteiro luterano é em ordem cronológica, partindo da pequena cidade onde, em 10 de novembro de 1483, Lutero nasceu: Eisleben.

Eisleben

Com seus 22 mil habitantes, Eisleben é uma das cidades mais antigas da região. Na praça central, como não poderia deixar de ser, um monumento lembra o único filho ilustre da terra. Mas as principais atrações são as casas onde Lutero nasceu e morreu, a igreja na qual ele foi batizado e o templo de sua última pregação.

Geburtshaus von Martin Luther in Eisleben

Casa onde nasceu Lutero, em Eisleben

A casa na qual o reformador veio ao mundo foi convertida em museu há mais de 300 anos e oferece ao visitante um olhar sobre a vida cotidiana da época em que Lutero nasceu e cresceu, com muitas informações sobre a sua família. Por uma das janelas da casa, é possível ver a Igreja de São Pedro e Paulo, onde Lutero foi batizado no dia seguinte ao seu nascimento.

A família deixou a cidade já em 1484, e Lutero somente voltou a morar em Eisleben três semanas antes de morrer. A casa que ele ocupou durante seus últimos dias também tem muito a oferecer: além de objetos relacionados com a vida do reformador, há uma coleção de Bíblias de todo o mundo, incluindo um exemplar da Bíblia de Gutenberg.

O visitante que for à cidade pode ainda conhecer a Igreja de Santo André, onde Lutero proferiu suas últimas palavras em público, apenas dois dias antes de morrer. A maior atração do local é, claro, o púlpito do qual Lutero conduziu seu último culto.

Erfurt

Augustinerkloster in Erfurt

O mosteiro augustiniano de Erfurt

A próxima cidade do roteiro é Erfurt, em cuja universidade Lutero ingressou em 1501, aos 17 anos, para estudar Direito. Foi nos seus anos de Erfurt que Lutero decidiu seguir sua vocação religiosa, entrando para o monastério agostiniano da cidade. O local, ao lado da Igreja de Santo Agostinho, é ponto de visitação obrigatório e mantém uma exposição permanente sobre o reformador.

À parte sua ligação com Lutero e o luteranismo, Erfurt é uma das mais belas cidades da Turíngia, muitas vezes subestimada pelos turistas, que privilegiam as vizinhas Weimar e Jena. Erfurt possui um centro medieval bem preservado e atrações como a catedral gótica, a Igreja de São Severo e a Krämerbrücke: com 120 metros de extensão e 32 casas dispostas lado a lado, é a única ponte habitada da Europa.

Foi durante uma viagem de volta à sua cidade de estudos, depois de uma visita aos pais, que Lutero passou pela experiência que mudou a sua vida. Segundo a lenda, uma tempestade teria atingido o então estudante de Direito em Stotternheim, nas proximidades de Erfurt. O clarão de um raio teria apavorado o jovem, que, de joelhos, rezou por sua vida: "Ajuda-me, Sant'Ana! Eu me tornarei um monge".

Isso foi em 2 de julho de 1505, segundo a história que o próprio Lutero contava, e ele cumpriu a promessa no dia seguinte, abandonando os estudos e ingressando no monastério agostiniano. Em Stotternheim, um monumento de pedra marca o local onde caiu o raio que mudou a história da civilização ocidental.

Na semana que vem, o roteiro segue pelo castelo de Wartburg, em Eisenach, onde Lutero traduziu o Novo Testamento do grego para o alemão em apenas onze semanas, e Wittenberg, onde foram expostas as 95 teses que deram origem à Reforma Protestante.

Leia mais