1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Restos mortais das vítimas do voo da Germanwings chegam a Haltern am See

Pequena cidade alemã para em homenagem ao grupo de 16 estudantes e duas professoras que morreu na tragédia. Rosas e velas marcam passagem do comboio funerário pelas ruas.

Onze semanas após a tragédia do voo 4U-9525 da Germanwings, um comboio de carros funerários trazendo os restos mortais dos 16 estudantes e das duas professoras que voltavam de um programa de intercâmbio na Espanha e morreram na queda do avião chegou nesta quarta-feira (10/06) em Haltern am See, no estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália.

Os caixões foram liberados para as famílias no aeroporto de Düsseldorf. De lá, o comboio partiu acompanhado por uma escolta policial até a cidade natal do grupo de estudantes e das professoras. Em Haltern am See, os carros passaram em frente ao colégio

Joseph König Gymnasium

, onde os adolescentes estudavam.

A queda do avião da Germanwings marcou para sempre a pequena cidade do oeste da Alemanha. Com lágrimas nos olhos, dezenas de pessoas acompanharam nas ruas a passagem do comboio. Muitas seguravam rosas brancas e velas. Os colegas das vítimas também prestaram a última homenagem ao grupo.

Überführung der Germanwings Opfer

Em Haltern am See, moradores prestaram últimas homenagens às vítimas

O prefeito da cidade, Bodo Klimpel, e o diretor da escola, Ulrich Wessel, acompanharam os parentes e amigos das vítimas. Os primeiros funerais estão marcados para esta sexta-feira. O último adeus será restrito apenas a familiares.

A

repatriação dos restos mortais

das vítimas da tragédia começou na terça-feira. Na próxima segunda-feira, um avião especial realizará o translado dos 51 espanhóis que morreram na queda do voo 4U-9525.

Deutschland Germanwings Katastrophe Leichenwagen Kolonne nach Haltern

Comboio funerário se deslocou do aeroporto de Düsseldorf para Haltern am See

De acordo com investigações, o copiloto

Andreas Lubitz

derrubou deliberadamente a aeronave, que voava de Barcelona para Düsseldorf. Todas as 150 pessoas a bordo morreram quando o avião caiu nos Alpes franceses no dia 24 de março.

CN/dpa/epd

Leia mais