1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Respirando história em Worms

Situada às beiras do Reno, Worms tem um passado de peso. Com seus dois milênios de história, a cidade é arquitetonicamente um bálsamo para os olhos, embora parte de sua estrutura tenha sido destruída em várias guerras.

default

Catedral construída no século 12

Worms é, ao lado de Trier, a cidade mais antiga da Alemanha. Uma cidade onde viveram celtas e romanos às beiras do Rio Reno, além de ter sido um dos destinos preferidos de imperadores, reis e clérigos. Hoje, a Idade Média está ainda presente em suas ruas, como, por exemplo, através da catedral românica da cidade, construída no século 12.

Visita multimídia ao mundo da mitologia

Worms

Os Nibelungos

A catedral de Worms é também conhecida por ser o cenário da Canção dos Nibelungos, na qual um poeta desconhecido descreve, em torno do ano de 1200, a epopéia heróica de ascensão e queda do Reino da Burgundia. Através da ópera de Richard Wagner, O Anel do Nibelungo, a história se tornou mundialmente conhecida.

Muito do que se vê hoje pelas ruas de Worms lembra a Canção dos Nibelungos: nomes de ruas, monumentos e o Festival dos Nibelungos, que acontece todo verão. Nas torres medievais da cidade fica o Museu dos Nibelungos, que convida o visitante a uma visita multimídia ao mundo da mitologia.

Idade Média

Martin Luther

O reformador Lutero

Worms é a cidade dos nibelungos e dos imperadores por excelência. Desde o fim do século 15, foi sede de oito assembléias nacionais do Reich, durante as quais, sob a égide do imperador, estiveram reunidos príncipes, bispos, condes e representantes das cidades livres do império.

Durante esses encontros, que duravam geralmente várias semanas, foram tomadas várias decisões importantes e políticas. Foi aí também que o reformador Martinho Lutero se apresentou ao imperador, tendo se recusado a revogar seus escritos, que marcaram a Reforma Protestante do ano de 1521.

Destruída em várias guerras

Worms

Muros medievais em Worms

A fama de Worms se deve também a outros fatores: como uma das cidades maiores e mais ricas, ela foi extremamente destruída tanto durante a Guerra dos Trinta Anos, quanto nas guerras de sucessão entre as dinastias que se sucederam. Depois disso, foram necessários cem anos até que a cidade se recuperasse.

No entanto, foram poucas as edificações deste tempo que passaram incólumes aos bombardeios aéreos da Segunda Guerra Mundial. No pós-guerra, o centro da cidade foi reconstruído e vários monumentos históricos restaurados.

Vida judaica

O mesmo aconteceu com a sinagoga da cidade, que é a mais antiga da Alemanha. Desde o século 10, Worms foi um dos centros mais importantes da vida judaica no país. Durante o nazismo, a história milenar dos judeus na cidade foi simplesmente eliminada. Hoje, a sinagoga reconstruída em 1960, o Museu Judaico e o antigo cemitério lembram a tradição dos judeus na cidade.

Nos rastros do passado

Worms

Castelo em Worms

É inegável que, ao passar por Worms (que tem 80 mil habitantes), os visitantes (cerca de 250 mil por ano) respiram resquícios da história. O turismo passou a ser uma das principais fontes de renda da região. Fazendo com que os próprios moradores aceitem sem problemas e até se sintam orgulhosos do fato de que o passado da cidade é mais interessante do que o próprio presente.

Leia mais