1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Reportagem equivocada sobre abuso sexual leva diretor da BBC à renúncia

George Entwistle entregou cargo de diretor-geral após reportagem da emissora levantar suspeitas equivocadas de pedofilia contra ex-político. Demissão ocorre semanas após outro escândalo abalar credibilidade da BBC.

O diretor-geral da BBC, George Entwistle, renunciou ao cargo na emissora na noite deste sábado (10/11) em meio a uma polêmica provocada por uma reportagem da emissora estatal britânica contendo acusações equivocadas de pedofilia contra um ex-político da oposição. Entwistle ocupava o cargo havia apenas dois meses.

O programa de reportagens investigativas Newsnight transmitiu na semana passada uma entrevista com um homem dizendo ter sido abusado sexualmente, quando criança, por um importante político do Partido Conservador, na década de 1970. O programa não identificou o político, mas o nome do antigo tesoureiro do Partido Conservador Alistair McAlpine surgiu rapidamente em páginas e redes sociais da internet. 

Na sexta-feira, McAlpine negou as acusações. Horas depois, o próprio entrevistado, Steve Messham, retratou-se dizendo que identificou errado McAlpine e que aquele não era o homem que tinha abusado dele. O programa admitiu não ter procurado o político antes para comentar a reportagem, nem ter mostrado à vítima uma foto do ex-tesoureiro antes de veicular o material.

Confiança abalada

A emissora emitiu um pedido de desculpas, mas na manhã de sábado Entwistle teve que admitir que não tinha conhecimento prévio da reportagem do Newsnight. À noite, Entwistle anunciou sua renúncia, ressaltando que os "padrões jornalísticos inaceitáveis" do Newsnight abalaram a confiança do público na emissora.

"Como diretor-geral da BBC, também sou responsável final pelo conteúdo, assim como o editor-chefe", disse George Entwistle. "Por isso, decidi que a coisa mais digna a fazer é renunciar".

FILE - This is a March 25, 2008 file photo of Sir Jimmy Savile, who for decades was a fixture on British television. A year after he died, aged 84 and honored as Sir Jimmy, several women have come forward to claim he was also a sexual predator and serial abuser of underage girls. The child abuse scandal that has enveloped the BBC, one of Britain's most respected news organizations, is now hitting one of America's, as the incoming president of The New York Times is on the defensive about his final days as head of the BBC. Mark Thompson was in charge of the BBC in late 2011 when the broadcaster shelved what would have been a bombshell investigation alleging that the late Savile was a serial sex offender. (Foto: Lewis Whyld/PA, File/AP/dapd)

Jimmy Savile: morto no ano passado, apresentador teria abusado de menores

A demissão de George Entwistle ocorre semanas depois da revelação de supostos abusos de menores por Jimmy Savile, um popular apresentador da emissora entre os anos 1960 e 80, morto ano passado.

Em outubro, um documentário do canal ITV revelou depoimentos de várias supostas vítimas de abusos sexuais cometidos por Savile. O documentário foi transmitido depois de a BBC ter rejeitado, em dezembro de 2011, dois meses depois da morte do apresentador, uma reportagem do Newsnight com testemunhos de 10 alegadas vítimas de Savile. A polícia conduz um inquérito sobre a possível existência de uma rede de abusos sexuais dentro da emissora na época.

MD/lusa/rtr
Revisão: Mariana Santos

Leia mais