1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Relatório revela casos de abuso sexual em escola na Alemanha

Durante 1961 e 1994, professor abusou de pelo menos 35 meninos. Em alguns casos, violência ocorria diariamente. Investigadoras acreditam que número de vítimas pode ser ainda maior.

Um relatório divulgado nesta quinta-feira (22/09) revelou pelo menos 35 casos de abusos sexuais cometidos por um professor numa escola em Darmstadt, no estado de Hessen. As responsáveis pela investigação acreditam, porém, que número de vítimas pode ser ainda maior.

Em 2005, o professor da escola Elly Heuss-Knapp foi condenado a quatro anos de prisão por 15 casos de abuso sexual. O acusado morreu em 2008, enquanto cumpria pena. Porém, somente com o atual relatório, a real dimensão dos crimes veio à tona.

A investigação revelou que o professor abusou de meninos na escola entre os anos de 1961 até 1994. Em alguns casos, o abuso contra crianças e jovens chegou a ser cometido diariamente.

Segundo a advogada Claudia Burgsmüller, que conduziu as investigações, o professor usava uma estratégia de manipulação pérfida. "Sua personalidade mostrava um narcisismo inacreditável", ressaltou e acrescentou que, por isso, as vítimas não eram levadas a sério.

O relatório revela que muitos relatos e sinais dados pelas vítimas aos pais e outros professores foram ignorados, relativizados ou ainda percebidos como absurdo.

Apesar da condenação do professor, o papel da escola Elly Heuss-Knapp e de seu corpo docente no caso nunca foi completamente esclarecido. Por isso, em 2015, a Secretaria de Cultura de Hessen ordenou uma investigação sobre os abusos sexuais cometidos no local.

O sub-secretário de Cultura Manuel Lösel pediu desculpas pelo fracasso de professores e funcionários da escola de não terem percebido os abusos e prometeu o pagamento de uma indenização simbólica às vítimas de 10 mil euros.

Esse é o segundo escândalo recente envolvendo violência sexual cometida dentro de escolas em Hessen. Um relatório divulgado em 2010 revelou que mais de 130 alunos foram abusados por professores de um internato entre as décadas de 1970 e 1980. Entre os acusados, estava o diretor do local Gerald Becker que faleceu em 2010 e nunca chegou a ser julgado.

CN/dpa/epd

Leia mais