1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Reino Unido aperta o cerco contra imigrantes ilegais

Governo britânico anuncia novas medidas contra estrangeiros trabalhando ilegalmente no país. Imigrantes poderão ter salários retidos, e estabelecimentos como bares e restaurantes, alvarás de funcionamento revogados.

Imigrantes ilegais que estejam trabalhando na Inglaterra e no País de Gales poderão ser condenados a até seis meses de prisão e ter o salário retido, de acordo com medidas propostas pelo governo britânico nesta terça-feira (25/08).

As propostas acompanham o endurecimento da retórica anti-imigração do Reino Unido, em reação ao aumento do número de imigrantes que chegam ao país através do Eurotúnel, no Canal da Mancha, partindo da França.

No lado francês, milhares de pessoas estão acampadas em Calais, esperando uma oportunidade para atravessar o túnel rumo ao Reino Unido. Natacha Bouchart, prefeita de Calais, declarou anteriormente que tanto o sistema generoso de bem-estar social quanto o descuido na fiscalização de identidades encorajam a chegada de imigrantes ao Reino Unido.

"Quem estiver pensando que as autoridades britânicas são tranquilas demais não deve ter dúvidas. Se você estiver aqui ilegalmente, tomaremos as medidas para impedir-lhe de trabalhar, alugar um apartamento, abrir uma conta no banco ou dirigir um carro", declarou, por meio de nota, o ministro da Imigração do Reino Unido, James Brokenshire.

"Continuaremos apertando o cerco contra os abusos e trabalhando num sistema de imigração em prol dos interesses dos cidadãos britânicos e daqueles que ajam de acordo com as regras", diz a nota.

A Lei de Imigração, que deverá ser instituída pelo governo do primeiro-ministro David Cameron em setembro, prevê que pubs, restaurantes e algumas lojas tenham os alvarás de funcionamento revogados caso empreguem funcionários de maneira ilegal.

A nova lei também fará com que quem estiver trabalhando ilegalmente no Reino Unido tenha os salários retidos e tornará mais fácil processar os empregadores de funcionários sem permissão de trabalho.

No mandato anterior, Cameron não cumpriu a promessa de reduzir os níveis de imigração no país. As novas propostas antecipam a divulgação de estatísticas de migração pelo governo do Reino Unido, nesta quinta-feira.

FCA/afp/rtr

Leia mais