1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Rei dos hackers foi extraditado para a Alemanha

"Doutor Kimble" foi extraditado pela polícia tailandesa e vai depor em Munique sobre acusação de uso de informação privilegiada.

default

Kim Schmitz já violou computadores do governo alemão

O hacker mais rico da Alemanha foi preso em Bangcoc, na Tailândia, e apresentado aos tribunais de Munique na terça-feira (22). Kim Schmitz, também conhecido por "Doutor Kimble", é acusado de ter recebido informações privilegiadas para operar na bolsa de valores.

O empresário de 28 anos e 150 quilos comprou ações do site Letsbuyit.com por 375 mil euros (785 mil reais) e as vendeu pouco tempo depois por 1,5 milhão de euros (3,13 milhões de reais). "Ele deve ter se aproveitado de uma informação que só ele tinha para apostar tanto num crescimento rápido dos papéis da empresa", disse o procurador Manfred Wick.

O antigo rei dos hackers fugiu para a Tailândia no dia 11 de janeiro, depois que uma ordem de prisão foi expedida pela Justiça alemã. Kim Schmitz foi mantido preso pela polícia de Bangcoc, desde a semana passada, em um hotel de luxo.

"Doutor Kimble" já esteve perante os tribunais de Munique antes. Há quatro anos, ele foi condenado a dois anos de observação policial, acusado de manipular computadores de segurança e roubar informações dos bancos de dados de grandes empresas.

Os juízes acreditam que Kim Schmitz e um parceiro invadiram computadores do governo alemão e tiveram acesso a documentos sigilosos e a correspondências da Chancelaria Federal.

Na sua coleção de feitos, "Doutor Kimble" também tem uma invasão no aeroporto de Munique, onde conseguiu burlar o esquema de segurança e foi fotografado na cabine de um avião.