1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Registros de antigas civilizações

Alguns sítios arqueológicos no atual Iraque:

Bagdá: O Museu Nacional do Iraque abriga uma coleção de antigos objetos da cultura mesopotâmica, como o touro alado assírio, datado de 3500 anos, além de estátuas, inscrições cuneiformes e afrescos em pedra. Ali estão ainda esculturas de animais em bronze, correntes, anéis e jóias provenientes de 15 séculos. A capital do Iraque foi construída em 762, a oeste do rio Tigre. Dentre seus sítios históricos, estão os portões da Muralha Leste de Bagdá e o Panorama de Al Cadisia, além de uma série de mesquitas e sepulturas de importantes xeques.

Babilônia: A antiga capital dos reis Hamurabi (1728-1686 a.C.) e Nabucodonosor (605-562 a.C.) abriga os mais importantes sítios históricos do Iraque. Revestida de tijolos, a Avenida da Procissão levava do Templo de Marduk ao palácio real. A oeste dela encontram-se as ruínas do Palácio do Sul, e mais ao norte, as do palácio principal de Nabucodonosor, feito de tijolos e gesso.

Ur: Importante cidade portuária da primeira dinastia, onde encontram-se numerosos achados arqueológicos sumérios, ruínas e um cemitério real. O zigurate (templo piramidal, de adobe, com diversos andares) de Ekishnugal data da terceira dinastia e encontra-se em bom estado de conservação.

Uruk: As ruínas do palácio sumério (2000 a.C.) estão em excelente estado.

Samarra: As ruínas desta cidade pré-histórica estendem-se ao longo da margem leste do rio Tigre, seguindo por quase 35 quilômetros ao sul da atual Samarra. Dentre seus pontos altos está o Palácio do Califa do século 9 e a que já foi a maior mesquita do mundo islâmico, erigida entre 848 e 852. O famoso minarete em espiral, com 60 metros de altura, foi inteiramente preservado. Da mesquita só restaram as ruínas.

Hatra: A cidade desértica fundada durante o domínio dos partas é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Ruínas de fortalezas e uma área contendo edificações e esculturas de uma cultura árabe com elementos romanos, gregos e orientais caracterizam a peculiar cidade portuária.

Assur: A primeira capital do reino assírio abriga um extenso campo de ruínas.

Nínive: cidade localizada à margem esquerda do Tigre, foi a capital do Império Assírio entre 704 e 612 a.C. Partes do Palácio Real de Sanherib e dos palácios de Assarhaddon e Assurbanípal foram descobertas em escavações realizadas nos anos 20 do último século. Diversas ruínas de templos e mesquitas podem ser visitadas na região, bem como um recém inaugurado Museu Arqueológico.

Leia mais