1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Refugiados protestam na fronteira grega com Macedônia

Ministro grego diz que número de requerentes de asilo retidos no país pode chegar a 70 mil nas próximas semanas. Refugiados interrompem linha férrea e criticam restrições impostas pelo governo macedônio.

Cerca de 300 requerentes de asilo protestaram neste domingo (28/02) contra as restrições impostas pelo governo da Macedônia. Homens, mulheres e crianças levantaram faixas com a mensagem "Abram as fronteiras" durante marcha numa ferrovia que liga a o norte da Grécia à Macedônia, forçando um trem a interromper a viagem.

"Estou há 17 dias na estrada com a minha família e minhas duas crianças. Eu não sei o que fazer", afirmou um refugiado sírio. As faixas também diziam "Nenhuma comida" e "Somos humanos, não animais".

Apenas 300 refugiados da Síria e do Iraque foram autorizados a entrar no país. Requerentes do Afeganistão têm sido rejeitados.

Neste domingo, o ministro de Imigração da Grécia, Yannis Mouzalas, afirmou que o número de refugiados e migrantes retidos no país pode chegar a 70 mil nas próximas semanas.

Segundo Mouzalas, um plano da Otan para impedir a travessia ilegal pelo mar Mediterrâneo até a costa grega poderia limitar o fluxo de estrangeiros no país. A Otan iniciou neste mês uma missão naval no Mar Egeu para combater traficantes de pessoas que levam imigrantes da costa da Turquia para países europeus.

"Se o plano da Otan for de fato implementado, seria possível reduzir o fluxo em cerca de 70%", disse Mouzalas.

KG/rtr/efe

Leia mais