1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Refrigeração magnética contra o aquecimento global

Uma mistura de elementos bastante comuns produz temperaturas de até –80ºC, sob a influência de um campo magnético, permitindo desenvolver os aparelhos refrigeradores mais econômicos e ecológicos do mundo.

Uma equipe de cientistas holandeses pretende ajudar a frear o efeito estufa e preservar a camada de ozônio da atmosfera, utilizando uma revolucionária técnica de refrigeração. Liderados por Ekkes Brück, os pesquisadores da Universidade de Amsterdã desenvolveram um material que congela fortemente, à temperatura ambiente, com a ajuda de magnetos. Espera-se que a substância permita construir geladeiras e aparelhos de ar-condicionado realmente "verdes", tornando supérfluas as substâncias refrigerantes danosas ao meio ambiente e, ao mesmo tempo, poupando energia.

Trata-se de uma combinação dos elementos manganês, ferro, fósforo e arsênico Submetido a um campo magnético, o novo material alcança um estado de ordenamento, que se desfaz no momento em que o campo é interrompido. Este processo de desorganização interna resfria a substância intensamente, produzindo o chamado efeito magnetocalórico. Segundo artigo publicado na revista científica britânica Nature, geladeiras à base deste material seriam 50% mais eficientes do que as melhores fabricadas no sistema tradicional.

Até agora, só se observara o efeito magnetocalórico em substâncias colocadas abaixo da temperatura ambiente normal e expostas a campos magnéticos de intensidade extrema. Com a nova combinação chega-se a até –70ºC ou –80ºC, dependendo das proporções da mistura. Para tal, ainda é necessário um magnetismo de cerca de 2 teslas, o equivalente a até 100.000 vezes o campo magnético terrestre. Porém, este nível já é alcançado por um ímã permanente possante.

Os cientistas holandeses asseguram: graças a suas excelentes características e custos materiais extremamente reduzidos, a nova mistura é candidata perfeita para a produção industrial de geladeiras domésticas e aparelhos de ar-condicionado.

Links externos