Reféns alemães libertados na Turquia | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 20.07.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Reféns alemães libertados na Turquia

Os três alpinistas alemães seqüestrados pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram libertados, segundo o governo turco. Ministro alemão do Exterior confirma e diz que situação dos reféns é boa.

default

PKK é proibido na Alemanha

Os três alpinistas alemães seqüestrados no monte Ararat por milicianos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) – proibido na Alemanha e denominado terrorista nos EUA e na União Européia – foram libertados neste domingo (20/07) após 12 dias de cativeiro, informou o governo turco.

A informação foi confirmada pelo ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier (SPD), em Berlim. Segundo ele, os três montanhistas bávaros se encontram sob proteção do governo turco e "sua situação é boa, de acordo com as circunstâncias".

Também o governador da Baviera, Günther Beckstein, disse estar aliviado pelo fato de o seqüestro haver terminado sem derramamento de sangue e os alpinistas poderem agora retornar a suas famílias com saúde.

Os três haviam sido seqüestrados no dia 8 de julho na região situada no leste da Turquia. Eles participavam de uma expedição com outros dez alpinistas e haviam armado sua tenda a 3.200 metros de altura com permissão do governo turco, quando foram abordados pelos membros do PKK.

Leia mais