1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Refém francesa é libertada no Iêmen após quase seis meses em cativeiro

Isabelle Prime estava a trabalho em um projeto do Banco Mundial no país em crise quando foi sequestrada. Paris diz que "todos os esforços possíveis" foram feitos por sua libertação, mas não forneceu maiores detalhes.

Uma refém francesa foi libertada após quase seis meses de cativeiro no Iêmen, informou nesta sexta-feira (07/08) o gabinete da presidência da França. Isabelle Prime, de 30 anos, foi transportada para o Omã, de onde prosseguirá até Paris.

"Ela está tão bem quanto poderia estar" informou o ministro francês do Exterior, Laurent Fabius, através de nota, afirmando que sua libertação "demonstra mais uma vez que a França nunca abandona os seus".

Prime chegou ao Iêmen em 2013 e trabalhava como consultora em um projeto financiado pelo Banco Mundial. Ela foi sequestrada juntamente com seu intérprete. Em junho, ela apareceu num vídeo divulgado pelos sequestradores, apelando por sua libertação aos presidentes da França e do Iêmen.

Após receber um pedido de ajuda da França, o Omã, vizinho do Iêmen, desempenhou papel importante na libertação de Prime, em colaboração com "certos grupos iemenitas" que ajudaram a localizá-la, segundo informou o ministério do Exterior do país.

O gabinete da presidência da França declarou que o país realizou "todos os esforços possíveis para chegar a esse desfecho feliz", mas não entrou em detalhes sobre como a libertação ocorreu. A identidade dos sequestradores não foi revelada.

RC/afp/ap

Leia mais