Rebeldes assumem controle de cidade histórica na Síria | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 25.03.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Rebeldes assumem controle de cidade histórica na Síria

Patrimônio Mundial da Humanidade, Bosra al-Sham fica perto da fronteira com a Jordânia. Não há informações sobre danos em monumentos históricos. Confronto na região dura quatro dias.

Após intensos confrontos, rebeldes assumiram o controle da cidade histórica de Bosra al-Sham, localizada no sul da Síria, afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos nesta quarta-feira (25/03). A região fica a cerca de 20 quilômetros da fronteira do país com a Jordânia.

"Rebeldes e combatentes islâmicos expulsaram as Forças de Defesa Nacional e milícias do Comitê Popular de Defesa que defendiam bairros xiitas da cidade", disse o diretor da organização baseada em Londres, Rami Abdel Rahman.

De acordo com o observatório, cerca da metade dos moradores do local pertence à minoria xiita. A organização disse ainda que 21 insurgentes foram mortos durante os quatro dias de confrontos na região.

Combatentes rebeldes confirmaram a tomada de Bosra e declaram que começaram novos ataques a forças do governo em outras regiões da província de Deraa.

Patrimônio da Humanidade

Bosra foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1980. A cidade foi a capital da província da Arábia Pétrea durante o Império Romano. Entre seus tesouros arqueológicos, destaca-se uma cidadela construída em torno de um anfiteatro romano no século 2°. Em 2013, ela entrou para a lista de patrimônios ameaçados.

Segundo Rahman, houve confrontos perto das ruínas da cidade arqueológica, mas não há informações sobre danos.

A província de Deraa tem uma grande importância militar, devido à proximidade com a capital Damasco e também com Israel e Jordânia.

CN/afp/rtr

Leia mais