1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Ralf Schumacher quer passar da primeira curva na Malásia

Piloto da Williams-BMW acha que tem condições de incomodar o irmão Michael, mas primeiro tem de sobreviver à largada.

default

Ralf não quer repetir o desastre de Melbourne

Ralf Schumacher está otimista para o Grande Prêmio da Malásia, a ser disputado no próximo domingo. O piloto alemão confia na qualidade de sua Williams-BMW e espera atrapalhar a vida de seu irmão Michael, vencedor da corrida em Sepang nos últimos dois anos e do primeiro grande prêmio deste ano, em Melbourne. Mas para atingir seu objetivo, Ralf fixou uma meta fundamental: "Espero que desta vez eu passe da primeira curva."

Tanto no GP da Malásia de 2001, quanto no da Austrália, há duas semanas, o alemão envolveu-se em acidentes na largada. Quanto ao último, quando chocou-se com Rubens Barrichello (Ferrari), Ralf evita novos comentários, nem pretende polemizar mais com o brasileiro.

"Cada um tem seu ponto de vista. Mas estou certo de que o diretor de corridas Charlie Whiting ainda conversará conosco. Espero que nós entremos na primeira curva com um pouco mais de cuidado", disse Ralf, dando sinais de assumir ao menos uma parte da culpa pelo acidente em Melbourne, quando bateu na traseira de Barrichello e voou.

O alemão aposta principalmente no alto calor e em seus pneus Michellin para descontar a vantagem do irmão tetracampeão. Muitos especialistas garantem que os pneus usados pela Williams e pela McLaren têm melhor desempenho do que os Bridgestone da Ferrari quando o asfalto chega a 50ºC.

Michael Schumacher, porém, não se faz de rogado. "Não concordo com esta opinião", diz o piloto da Ferrari, que mais uma vez correrá com a antiga F2001.