Rainha visita feridos em atentado de Manchester | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 25.05.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Rainha visita feridos em atentado de Manchester

Aos pais de uma das crianças no hospital, Elizabeth 2ª diz ter ficado impressionada com a união da cidade e elogia trabalho dos médicos. Ainda há 20 pessoas em estado crítico.

UK Queen Elizabeth besucht bei Anschlag verletzte Kinder in Manchester (picture alliance/empics/P. Byrne)

A rainha Elizabeth visita a jovem Millie Robson no hospital

A rainha Elizabeth 2ª visitou nesta quinta-feira (25/05) o hospital infantil de Manchester, onde os médicos lutam para salvar a vida dos menores feridos no atentado de segunda-feira na cidade, no qual morreram 22 pessoas em um show da cantora pop Ariana Grande.

A rainha se deslocou ao Royal Manchester Children's Hospital para visitar alguns dos 64 feridos no ataque, muitos deles crianças e entre os quais 20 permanecem em estado crítico nos quartos do centro de saúde.

Aos pais de uma das crianças feridas, a rainha disse ter ficado impressionada como "todo mundo está unido" na cidade. "Ela é adorável, foi simplesmente incrível, é algo que você realmente não espera", afirmou a adolescente Milli Robson, de 15 anos, que está sendo tratada no hospital.

A monarca também transmitiu seu apoio aos médicos que trabalham incansavelmente para salvar as vidas e pela pronta recuperação dos jovens – 12 menores de 16 anos foram levados a este hospital após o ataque terrorista.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, fez o mesmo na terça-feira, em uma tentativa de consolar as vítimas do ataque.

O Reino Unido continua em máximo alerta perante a possibilidade de um iminente novo atentado terrorista. Tal nível só tinha sido ativado anteriormente durante quatro dias – três, em agosto de 2006; e um, em junho de 2007.

RPR/efe/ots

 

Leia mais