1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Rússia reforça segurança após novo ataque em Volgogrado

Atentado a bomba em ônibus do transporte coletivo causa a morte de ao menos 14 pessoas na cidade russa. Segundo ataque em apenas dois dias cria dúvidas sobre a segurança dos Jogos de Inverno em Sochi.

default

Destroços do ônibus atingido por um ataque a bomba em Volgogrado, na Rússia

Um novo atentado a bomba matou ao menos 14 pessoas em Volgogrado nesta segunda-feira (30/12), apenas um dia após um ataque semelhante ter causado 17 mortes na estação central de trem da cidade russa.

A segunda bomba explodiu no interior de um ônibus elétrico do sistema de transporte coletivo da cidade por volta das 8h30 (horário local), quando muitas pessoas se dirigiam para o trabalho. "Os explosivos foram detonados por um homem-bomba", afirmou o porta-voz do comitê de investigação.

Segundo ele, os dois ataques estão ligado entre si. Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria dos atentados. O primeiro também teria sido executado por um terrorista suicida, porém, por uma mulher.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou um reforço da segurança em todo o país na sequência dos dois ataques, separados por menos de 24 horas.

Os atentados ocorreram apenas poucas semanas antes do início dos Jogos de Inverno de Sochi e mostram que as autoridades podem enfrentar sérios problemas com o terrorismo durante o evento, que é uma das prioridades de Putin e atrairá a atenção internacional para a Rússia.

Volgogrado fica a cerca de 650 quilômetros de Sochi e é um importante ponto de conexão para quem se dirige às províncias do Cáucaso do Norte, no sul da Rússia.

Apesar de ninguém ter assumido a autoria dos dois ataques, as primeiras suspeitas dos investigadores recaem sobre os grupos separatistas da Chechênia, região localizada no Cáucaso do Norte. Meses atrás, o líder rebelde Doku Umarov anunciou novos ataques contra alvos civis, incluindo os Jogos de Sochi. Em outubro, um ataque suicida a bomba causou a morte de seis pessoas em Volgogrado.

AS/lusa/ap/efe