Rússia implode símbolo soviético em cidade-sede da Copa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 25.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Rússia implode símbolo soviético em cidade-sede da Copa

Maior símbolo de Ecaterimburgo, torre de televisão inacabada, de 220 metros de altura, é destruída sob protesto de moradores. Implosão é parte dos esforços do governo para "embelezar" país antes do Mundial.

The unfinished and abandoned TV tower collapses during a controlled demolition in Yekaterinburg (Reuters/A. Kolchin)

Torre soviética é implodida

Uma das 11 cidades-sede da Copa da Rússia, Ecaterimburgo demoliu neste sábado (24/03) uma torre de televisão inacabada de 220 metros de altura, seu monumento mais famoso e herança do período soviético.

A torre começou a ser construída na cidade, localizada na parte oriental dos Montes Urais, em 1983, mas nunca foi concluída, devido ao colapso da União Soviética. A demolição é parte dos esforços do governo para embelezar o país para a Copa.

A implosão custou mais de 3 milhões de dólares, e o terreno que abrigava a torre ganhará uma pista de patinação.

O que sobrou da torre após a implosão

O que sobrou da torre após a implosão

"Ninguém sério acredita que a cidade precisa de um símbolo assim", disse Yevgeny Kuivashev, governador da região de Sverdlovsk, onde fica a cidade.

Várias tentativas foram feitas para evitar a demolição da torre, antes considerada o mais alto monumento abandonado do mundo. Entre as sugestões estava transformá-la numa capela, com uma estátua de um santo russo no topo .

Jekaterinburg Sprengung Fernsehturm (picture-alliance/Sputnik/P. Lisitsyn)

Moradores abraçam a torre na tentativa de evitar implosão

Muitos moradores e urbanistas fizeram campanha contra a demolição. Um protesto para abraçar a torre chegou a ser organizado.

O presidente do comitê que se opunha à demolição, o advogado Ivan Volkov, denunciou que a decisão foi tomada às escondidas, sem o consentimento dos moradores.

A moradora Olga Turova descreveu a torre como a pérola de Ecaterimburgo e disse que sua destruição era como se os franceses acabassem com a Torre Eiffel.

Segundo os críticos, a demolição foi adiada até agora para que não acontecesse em meio à campanha eleitoral, que terminou na semana passada com a reeleição de Vladimir Putin. 

RPR/ots

_____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais