1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Quenianos dominam São Silvestre de Trier

Nem frio abaixo de zero, nem marroquino recordista mundial foram capazes de deter os concorrentes africanos na mais importantes Corrida de São Silvestre da Alemanha.

Os corredores Daniel Gachara e Leah Malot, do Quênia, venceram, pela terceira vez, a mais importante Corrida de São Silvestre da Alemanha, em Trier. Num final emocionante, Gachara cruzou a linha de chegada apenas um segundo à frente do alemão Carsten Schütz. O queniano completou o percurso de oito quilômetros em 22min58s. Seu compatriota Kipurgat Kogo chegou quatro segundos depois, em terceiro lugar. Apontado como favorito, o recordista mundial dos 3 mil metros com obstáculos, Brahim Boulami (Marrocos), ficou apenas em sexto lugar.

No feminino, Leah Malot venceu igualmente apertado. A vantagem da queniana sobre sua compatriota limitou-se a dois segundos, igual diferença desta para a alemã Luminita Zaituc, terceira colocada. Malot fez cinco quilômetros em 16min38s.

Esta foi a 12ª vez que Trier promoveu a Corrida de São Silvestre. Este ano, 1200 corredores participaram da prova, que contou com 18 mil espectadores, apesar do frio abaixo de zero.

Outras – Os africanos também dominaram a 21ª Corrida de São Silvestre de Bietigheim, uma localidade no estado de Baden-Württemberg. Com a participação recorde de 3180 corredores e a presença de 12 mil espectadores, a prova foi vencida por Tendai Chimusasa, do Zimbábue. Ele precisou de 33min34s para correr os 11,2 quilômetros, deixando o vencedor do ano passado, o etíope Tereffe Desaleng, em segundo lugar. Saad Asmairi, da Arábia Saudita, ficou em terceiro. A alemã Petra Wassiluk ganhou a disputa feminina.

Na 20ª Corrida de São Silvestre Werl-Soest, na Baixa Saxônia, o alemão Georg Diettrich sagrou-se bicampeão. O professor de educação física e biologia, de 31 anos, concluiu os 15 quilômetros da cidade de Werl até Soest em 46min27s. No feminino, Waltraud Klostermann surpreendeu ao vencer, em 56min56s.

A São Silvestre Werl-Soest é das mais populares da Alemanha. Este ano 6663 corredores bateram o recorde de inscritos. Mais de 15 mil pessoas se perfilaram ao longo da estrada que liga as duas cidades, para assistir à prova, apesar do frio com temperaturas negativas.

Mais que uma prova esportiva ou festa popular, a corrida tem caráter beneficente. Os organizadores arrecadaram desta vez 110 mil marcos, entre inscrições e doações, que serão destinados a um posto da Cruz Vermelha Jovem alemã no Benin, na África. Em 21 anos, a São Silvestre Werl-Soest já rendeu 1,4 milhão de marcos a programas beneficentes.