Quatro pessoas recebem órgãos de técnico alemão morto no Rio | Leia notícias sobre o maior evento esportivo do planeta | DW | 17.08.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Jogos Olímpicos

Quatro pessoas recebem órgãos de técnico alemão morto no Rio

Família autoriza doação de coração, fígado e rins de Stefan Henze, que morreu num acidente de carro quando voltava para a Vila Olímpica. Quadro de saúde de mulher que recebeu coração é estável.

Quatro pessoas receberam os órgãos do técnico alemão de canoagem slalom Stefan Henze, que morreu após um acidente de carro no Rio de Janeiro.

A captação do coração, do fígado e dos rins foi realizada até meia-noite desta segunda-feira (15/08), horas depois de a Federação Alemã de Esportes Olímpicos (DOSB) confirmar a morte cerebral de Henze.

"Coração, fígado e os rins foram transplantados com sucesso. Assim, ele salvou quatro vidas", afirmou a porta-voz Roberta Nápolis, da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, à agência de notícias alemã SID. A família de Henze, que após o acidente viajou para o Rio, autorizou a doação dos órgãos.

O Instituto Nacional de Cardiologia (INC) confirmou o recebimento de um coração nesta segunda-feira e que a receptora, uma mulher de 66 anos, já realizou o transplante. O quadro de saúde dela é estável. O instituto ressaltou que não recebe informações sobre a identidade do doador. O destino dos rins e do fígado não foram informados.

Medalhista de prata em Atenas, em 2004, Henze foi ao Brasil para participar dos Jogos Olímpicos como técnico da equipe de canoagem slalom e não resistiu aos ferimentos de um acidente de trânsito, morrendo nesta segunda-feira.

Técnico teve traumatismo craniano

Na madrugada da última sexta-feira, Henze e o analista esportivo Christian Käding voltavam de táxi para a Vila Olímpica quando o veículo em que estavam se acidentou na Avenida das Américas, que corta o bairro Barra da Tijuca, que sedia grande parte das competições esportivas.

Käding, que foi levado ao Hospital Lourenço Jorge, recebeu alta. Já Henze foi transferido com traumatismo craniano para o Hospital Miguel Couto, onde passou por uma cirurgia. O técnico, que nasceu na cidade de Halle, no estado da Saxônia-Anhalt, teve uma carreira respeitável na canoagem.

Nos Jogos de Atenas, em 2004, ganhou a medalha de prata na categoria C2 ao lado de Marcus Becker. Um ano antes, a dupla foi campeã mundial. E, em 2008, Henze e Becker foram campeões europeus. Na Rio 2016, o técnico acompanhava a canoísta alemã Melanie Pfeifer, que competiu na canoagem slalom no caiaque individual (K1).

FC/sid/abr/dpa/ots

Leia mais