Quatro empresas disputam frequências para telefonia de quarta geração | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 12.04.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Quatro empresas disputam frequências para telefonia de quarta geração

Alemanha disponibiliza em leilão frequências para a transmissão de dados 100 vezes mais rápido do que a convencional conexão DSL. Apenas as quatro empresas líderes no mercado participam.

default

Quem ganha a corrida pela rede super-rápida?

Foi iniciado nesta segunda-feira (12/04) em Mainz, o maior leilão de frequências para telefonia já realizado na Alemanha. O país é o primeiro da Europa a oferecer tal pacote em leilão.

Apenas quatro companhias foram aprovadas no processo de seleção e puderam participar do leilão, que deverá durar várias semanas: T-Mobile, Vodafone, E-Plus e O2 Telefónica.

Observadores acreditam que a ação, que também incluirá licenças UMTS adicionais, poderá arrecadar 6 bilhões de euros, quantia bastante inferior aos 50 bilhões de euros reunidos com a megalicitação de licenças UMTS do ano 2000, o último grande evento nesta área na Alemanha.

Mobilfunker blasen zur Jagd auf neue Frequenzen

Kurth destaca caráter pioneiro do leilão

Mas Matthias Kurth, presidente da Agência Federal Reguladora de Redes (Bundesnetzagentur), não vê apenas o aspecto financeiro. Ele destaca o papel pioneiro da Alemanha: "Muitos europeus estão de olho neste leilão porque ele reflete o valor das frequências no mercado. E o que é ainda mais importante: Seu resultado obviamente representará um impulso para inovações no mercado de telefonia móvel".

Menos custos, maior rapidez

Segundo Kurth, nos Estados Unidos já acontece hoje em dia que os recursos inteligentes de telefones modernos não sejam completamente esgotados devido a escassez ou limitações dos canais de transmissão. Um problema que se espera evitar na Alemanha, afirma.

A Agência Federal Reguladora de Redes está disponibilizando 41 blocos de frequências. Isso é mais do que todas as operadoras móveis usam hoje em conjunto. Especialmente interessante é o espectro de 800 megahertz.

Essas frequências, também conhecidas como "dividendos digitais", ficaram livres com a transição da TV analógica para a digital.

Mesmo com menos antenas de transmissão, tais ondas possuem uma amplitude muito grande, podendo ultrapassar paredes de prédios e outros obstáculos. Além de reduzirem os custos de infraestrutura, são ideais para redes de internet em regiões rurais.

Celulares para todos

Uma das condições para participação no leilão foi as empresas interessadas nas frequências de quarta geração (4G) se comprometerem a desenvolver a nova rede de telefonia móvel de forma rápida e ampla.

A prioridade é a cobertura de locais atualmente sem internet rápida. Para que isso valha a pena sob o ponto de vista financeiro, em breve também os grandes centros urbanos deverão ser abrangidos pela nova tecnologia, que já poderá começar a funcionar até o final de 2010.

RW/dw/afp
Revisão: Augusto Valente

Leia mais