1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Quase todo amador, Taiti começa a viver contra Nigéria seu "conto de fadas"

Seleção de ilha polinésia jamais participou de competição intercontinental e, com apenas um jogador profissional, enfrenta adversário que não esconde favoritismo, mas passa por momento complicado nos bastidores.

Quando Taiti e Nigéria entrarem no campo Mineirão, nesta segunda-feira (17/06), pela Copa das Confederações, será o confronto entre os que vivem um “conto de fadas” e os que se recusaram a jogar o torneio. As seleções completam o grupo B e possuem uma grande discrepância entre seus históricos no futebol.

Enquanto o Taiti participa pela primeira vez de uma competição intercontinental e já não tem mais chances de se classificar para a Copa do Mundo de 2014, a Nigéria busca defender a sua invencibilidade em Copa das Confederações e está praticamente classificada para a fase final das Eliminatórias africanas para o Mundial.

O Taiti é a maior ilha da Polinésia Francesa, um território dependente da França, localizado 6 mil quilometros a leste da Austrália, no meio do Pacífico sul. A mesma dificuldade de localizar o Taiti no mapa é encontrá-lo no ranking de seleções nacionais da Fifa. Os taitianos aparecem na posição de número 138, atrás de países como São Vicente e Granadinas e o Turcomenistão.

Com a inédita conquista da Copa das Nações da Oceania em 2012, quando derrotou a Nova Caledônia por 1 a 0 na final, o Taiti carimbou o passaporte para a sua primeira participação em uma competição de nível mundial.

Com um elenco praticamente todo amador – exceção feita ao atacante Marama Vahirua que atua pelo Panthrakikos, da primeira divisão da Grécia – e atuando em equipes do campeonato local, a missão do Taiti é apenas aproveitar o momento. Marcar um gol já seria um sonho, conquistar um ponto, então, um feito histórico.

Time em família

Em um amistoso preparatório para a Copa das Confederações contra a seleção sub-21 do Chile, o Taiti foi massacrado por 7 a 0. Por isso, o objetivo dos taitianos, em primeira linha, é não ser goleado por Nigéria, Espanha e Uruguai.    

Steevy Chong Hue

Chong Hue, autor do gol histórico que deu o título de campeão da Copa das Nações da Oceania para o Taiti

“Para um jogador amador é um sonho jogar contra os melhores jogadores do mundo. Para que este sonho não se transforme em pesadelo, precisamos nos preparar muito bem para a primeira partida”, declarou Steevy Chong Hue, atacante e autor do gol do título da Copa das Nações da Oceania.

E, se a união faz a força, o Taiti já saiu na frente. Entre os 23 convocados, a família Tehau está bem representada e unida. O atacante Teaonui é primo dos irmãos e meias Alvin, Lorenzo e Jonathan Tehau.

Ao contrário do Taiti, a Nigéria vem passando por momentos turbulentos fora de campo. Devido a uma divergência dos jogadores com a federação nigeriana de futebol sobre a premiação referente à vitória contra o Quênia e o empate contra a Namíbia pelas Eliminatórias, a Nigéria quase não foi para o Brasil disputar a Copa das Confederações.

Nigeria Fußball WM 2010 John Obi Mikel Flash-Galerie

Obi Mikel, principal jogador da seleção nigeriana

Em protesto, os atletas ficaram no hotel na Namíbia, e a situação só foi resolvida quando o ministro dos Esportes, Mallam Bolaji Abdulahi, interferiu e prometeu resolver a pendência financeira. Caminho livre para o Brasil? Não. O grupo nigeriano teve que ser divido em duas aeronaves, com escala na África do Sul. Porém, um dos voos teve atraso, e a conexão para o Brasil por pouco não foi perdida.

Chegando ao local da partida de estreia, Belo Horizonte, apenas 40 horas antes do horário de jogo, a Nigéria pousou sem algumas das principais estrelas. Os meias Victor Moses, do Chelsea, Emmanuel Emenike, do CSKA Moscou, Kalu Uche, do Kasimpasa Istambul, e a promessa Ogenzi Inazi da Lazio, contundidos, desfalcarão as Super Águias.

Mesmo com tantos desfalques, Efe Ambrose, zagueiro do Celtic Glasgow, reconhece o favoritismo da Nigéria nesta partida de estreia:

“Nós sabemos que precisamos vencer esta partida. Precisamos ficar concentrados e não deixar nada ao acaso. Em torneios desta natureza já aconteceram muitas surpresas, mas desta vez nós não queremos ser a vítima de uma surpresa desagradável.”

A Nigéria, 31ª no ranking da Fifa, não deve ter problemas para manter a invencibilidade na Copa das Confederações. Em sua única participação, em 1995, os africanos obtiveram uma vitória e dois empates. Contra o Taiti, essa objetivo não deve ser problema.

Sport Fußball Africa Cup of Nations 2013 Finale Nigeria Burkina Faso

Seleção nigeriana comemora o título da Copa das Nações Africanas, após derrotar a Burkina Faso por 1 a 0

Prováveis escalações

Taiti: Xavier Samin; Vincent Simon, Teheivarri Ludivion, Nicolas Vallar e Stephane Faatiarau (Rainui Aroita); Henri Caroine, Heimano Bourebare, Jonathan Tehau (Marama Vahirua), Alvin Tehau e Lorenzo Tehau; Steevy Chong Hue.
Técnico: Eddy Etaeta

Nigéria: Vincent Enyeama; Azubuike Egwuekwe, Efe Ambrose, Godfrey Oboabona e Uwa Elderson Echiéjilé; Fedor Ogude, John Obi Mikel, Sunday Mba e Ahmed Musa; Aide Brown Ideye e Joseph Akpala (Anthony Ujah).
Técnico: Stephen Keshi

Local

Mineirão – Belo Horizonte

Árbitro

Joel Aguilar (El Salvador), auxiliado por seus compatriotas William Torres Mejía e Juan Galán

Destaques

Nicolas Vallar

Nicolas Vallar, zagueiro e capitão da seleção do Taiti

Taiti

Nicolas Vallar: eleito o melhor jogador da Copa das Nações da OFC de 2012, o zagueiro e capitão da seleção taitiana foi peça fundamental para a conquista histórica da competição. Vallar atualmente atua pelo campeão taitiano Dragon, mas em sua carreira já atuou em divisões menores do futebol português e francês. Com o Sète, conquistou o título da terceira divisão na França e chegou a atuar em sete partidas na Segunda Divisão do Campeonato Francês.

Nigéria

John Obi Mikel: titular do todo-poderoso Chelsea da Inglaterra, Obi Mikel é daqueles volantes que possuem a habilidade para sair da defesa e armar o jogo. Com as contusões de Victor Moses e Emmanuel Emenike, caberá a Obi Mikel conduzir as Super Águias nesta Copa das Confederações. E o fará com a desenvoltura de um volante moderno.     

Retrospecto

Este será o primeiro confronto entre as seleções de Taiti e Nigéria.

Último confronto

As duas seleçõe só enfrentaram em torneios de base. Em 2009, pela Copa do Mundo Sub-20 no Egito, a Nigéria venceu o Taiti por 5 a 0. Oito dos jogadores do Taiti convocados para a Copa das Confederações também estiveram naquele Mundial Sub-20.

Curiosidade

Jogador mais badalado do Taiti, Marama Vahirua é o único entre os 23 convocados a atuar fora do país. Atualmente ele defende o Panthrakikos, da primeira divisão grega. Sua aventura pela Europa começou cedo: ainda nas categorias de base, Vahirua mudou-se para a França e chegou a fazer parte da seleção francesa sub-21. Atuando por cinco equipes diferentes, Vahirua acumulou 291 partidas e 66 gols na primeira divisão do Campeonato Francês. Eleito o melhor jogador da Oceania em 2005, o atacante nunca defendeu as cores de seu país de nascimento. Aos 33 anos de idade, Marama Vahirua fará sua estreia pelo Taiti na Copa das Confederações.