1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Quase 30% dos alemães se informam pela internet

Pesquisa mostra que uso da internet como meio informativo triplicou na Alemanha. Televisão ainda ocupa o primeiro lugar na lista de veículos de informação.

default

Monges capuchinhos de Frankfurt também buscam notícias na rede

Apesar do grande avanço da internet, a televisão está em primeiro lugar na lista de veículos de informação na Alemanha. Este é o resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto de Demoscopia (IFD) de Allensbach, que questionou mais de 21 mil dos 64,4 milhões de alemães com idades entre 14 e 60 anos, no período de 2001 a 2002.

Há muito tempo a TV domina a primeira posição entre os meios informativos para a população. Dados de 1999 do IFD mostram que 67% das pessoas assistem televisão para se manterem mais informadas, ao passo que hoje 73% delas acompanham os programas televisivos.

Internet como veículo informativo

A internet, apesar de ocupar somente o quinto lugar no ranking, foi a que mais cresceu nesse mesmo período. Conforme o instituto, apenas 9% da população consultava a rede de computadores como veículo de informação em 1999, enquanto hoje esse número já alcança os 29%.

O crescimento é claramente maior na camada jovem da população, com idade entre 14 e 17 anos. Há três anos, 18% dos jovens navegavam na internet, enquanto hoje mais da metade deles (52%) acessa a rede. Acreditava-se que a internet pudesse suplantar as fontes impressas. Os atuais resultados, entretanto, mostram que os jornais não deixaram de ser consultados e que a internet serve de complemento para a informação.

O segundo lugar da investigação do IFD é ocupado pelo diálogo com familiares, amigos ou conhecidos. Nada menos que 71% das pessoas preferem se informar diretamente com alguém conhecido a realizar uma leitura nos diferentes veículos.

Os jornais aparecem em terceiro lugar na preferência popular como fonte informativa. O crescimento da consulta aos periódicos registrado desde 1999 foi de 3%, subindo de 58% para 60%. As revistas, por sua vez, mantiveram-se estáveis no quarto lugar, informando 54% da população alemã.

Leia mais

Links externos