1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Quadrado Mágico de Parreira tem grande teste na terça-feira

O esquema tático com quatro jogadores ofensivos – o famoso Quadrado Mágico, formado por Kaká, Ronaldinho, Adriano e Ronaldo – terá na terça-feira (13/06), contra a Croácia, em Berlim, seu grande teste.

default

Kaká e Ronaldinho fazem parte do Quadrado Mágico

O esquema tático com quatro jogadores ofensivos – o famoso Quadrado Mágico formado por Kaká, Ronaldinho, Adriano e Ronaldo – terá na terça-feira (13/06), contra a Croácia, em Berlim, seu grande teste.

Desde que foi implementado, em março de 2005, o esquema pode ser posto de lado por Carlos Alberto Parreira caso a seleção brasileira apresente grande vulnerabilidade defensiva.

Na última entrevista antes do jogo contra a Croácia, Parreira voltou a ressaltar que o Brasil não pode correr o risco de contar com apenas seis jogadores no sistema defensivo, já "que dessa forma o Brasil não vai ganhar de ninguém. É preciso solidariedade e sacrifício (dos atacantes) para que o esquema tático funcione. Não podemos cair num 4-2-4", afirmou.

Em suas declarações, os quatro homens de frente mostram-se dispostos a sacrifícios para que o esquema tático dê certo. "O Parreira nos pede isso o tempo todo, sabemos que temos de ajudar no meio e vamos nos sacrificar para colaborar", garantiu Ronaldo.

Kaká, que no esquema antigo atuava mais pelo meio, como faz no Milan, é o único dos atacantes que mostra algum sinal de ceticismo em suas palavras. "O esquema não é definitivo. Ele não tem de ficar até o fim da competição. Se não der certo, será alterado", comentou o craque ainda nos primeiros treinos realizados na cidade suíça de Weggis, onde o Brasil iniciou sua preparação para a Copa do Mundo.

De março de 2005 para cá, o esquema com quatro atacantes foi utilizado em 14 ocasiões (das 50 partidas da Seleção sob o comando de Parreira), incluindo os dois amistosos disputados na fase de preparação para a Copa 2006, contra a seleção de Lucerna (8 a 0) e a Nova Zelândia (4 a 0).

Desses 14 jogos (nove vitórias, três empates e duas derrotas), em apenas três vezes o quadrado foi formado por Kaká, Ronaldinho, Adriano e Ronaldo, um deles em jogo oficial, contra a Venezuela, em outubro de 2005, pelas eliminatórias (3 a 0).

Links relacionados:

Leia mais