Qantas diz que falha na turbina do A380 pode ter origem técnica | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 05.11.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Qantas diz que falha na turbina do A380 pode ter origem técnica

Problema em uma peça ou defeito de construção pode ter causado explosão na turbina do Airbus A380 da companhia aérea Qantas sobre Cingapura. Também um Boeing da Qantas tem problema na turbina e faz pouso de emergência.

default

Airbus A380 após pouso de emergência em Cingapura

Um dia após o pouso de emergência de um Airbus A380 da companhia aérea australiana Qantas em Cingapura, o chefe executivo da empresa, Alan Joyce, disse nesta sexta-feira (05/11) em Sydney que a explosão na turbina pode ter sido causada por uma peça defeituosa ou por falhas em sua construção.

Enquanto isso, a Airbus apelou aos seus clientes com aviões deste modelo e turbinas fabricadas pela inglesa Rolls-Royce para que façam testes de segurança. Além da Qantas, isso atinge a Singapore Airlines e a Lufthansa.

Qantas Flugzeug A 380 Notlandung in Singapur Triebwerk

Causas do acidente continuam sendo investigadas

A Rolls-Royce anunciou na quinta-feira que irá testar todos os motores do tipo da aeronave atingida. A empresa assegurou que pretende colaborar estreitamente com seus clientes, enquanto persistirem os testes de segurança. "Esta, no entanto, ainda é uma fase muito prematura e não seria adequado tirar conclusões neste momento", diz um comunicado da empresa.

Desgaste incomum de peças

Já em agosto último, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (Easa) havia apelado às companhias aéreas para que fizessem controles extraordinários nas turbinas "Trent 900" do A380, devido a um desgaste incomum de determinadas peças, informa um comunicado do órgão. Nesta sexta-feira, um porta-voz da Easa informou que a agência exige tais inspeções de segurança com regularidade.

O incidente da quinta-feira foi o mais grave registrado com o A380, o maior avião de passageiros do mundo, desde que entrou em operação, em 2007.

Nesta sexta-feira, outro avião da Qantas teve de fazer um pouso de emergência em Cingapura devido a problemas em uma das turbinas.

Desta vez, a aeronave atingida foi um Boeing 747 que havia saído de Frankfurt, na Alemanha, com 431 pessoas a bordo, com destino a Sydney. Os passageiros contaram à emissora ChannelNewsAsia que ouviram um estouro e que uma turbina pegou fogo.

MAS/rtr/afp
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais