1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Putin ordena investigação sobre dopings sistemáticos

Presidente disse que Rússia deve cooperar com organizações internacionais antidoping e pede punição individual para envolvidos. Escândalo pode excluir todos atletas do país dos Jogos Olímpicos de 2016.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou nesta quarta-feira (11/11) que o Ministério do Esporte investigue as acusações de dopings sistemáticos realizados pela Federação Russa de Atletismo (ARAF). O escândalo pode excluir todos os atletas do país dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.

"É essencial conduzirmos nossa própria investigação interna para garantir a cooperação mais aberta e profissional com organizações internacionais antidoping", afirmou Putin.

Comentando pela primeira vez o escândalo, o presidente disse que o doping não é um problema exclusivamente russo, mas ressaltou que a Rússia deve fazer de tudo para se livrar dessa prática. "A competição esportiva deve ser limpa. Ela só será atraente se a luta for honesta", declarou Putin, que é faixa-preta de judô.

A Agência Mundial Antidoping (WADA, na sigla em inglês) publicou um

relatório

na segunda-feira, no qual apontou fraudes e dopings sistemáticos entre atletas russos e recomendou o banimento da Federação Russa de Atletismo.

O banimento da federação impediria atletas russos de participar dos eventos realizados sob a chancela da associação internacional, como os Jogos Olímpicos e os campeonatos europeus de atletismo.

Putin disse ainda que Moscou está aberta a dúvidas e perguntas de "colegas estrangeiros". O presidente defendeu, porém, punições individuais, caso problemas sejam encontrados. "Os atletas que estão longe do doping e nunca o praticaram não devem pagar por aqueles que cometeram infrações", afirmou.

CN/efe/rtr

Leia mais