1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Putin inaugura uma das maiores mesquitas da Europa

Grande Mesquita de Moscou tem capacidade para receber 10 mil pessoas. Em discurso de inauguração, presidente russo critica "Estado Islâmico" e pede que líderes muçulmanos se posicionem contra o extremismo.

Durante a inauguração da Grande Mesquita de Moscou, uma das maiores da Europa, o presidente russo, Vladimir Putin, pediu nesta quarta-feira (23/09) que líderes muçulmanos do país se posicionem contra o extremismo.

"Vemos o que está acontecendo no Oriente Médio, onde terroristas do chamado 'Estado Islâmico' estão comprometendo uma grande religião mundial, comprometendo o islã, a fim de semear ódio, matando pessoas e destruindo Patrimônios Mundiais de maneira bárbara", disse Putin, no discurso inaugural.

Moskau - Putin eröffnet Moschee

Mesquita será fonte de difusão dos "verdadeiros valores do islã", diz Putin

O presidente russo também ressaltou o papel da mesquita como centro espiritual para os russos. "Será fonte de educação, difusão de ideias humanistas e dos verdadeiros valores do islã", afirmou.

Além de Putin, os presidentes da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, participaram da inauguração. Reconstruída, a Grande Mesquita terá capacidade de receber 10 mil pessoas e custou 170 milhões de dólares.

A principal mesquita de Moscou foi erguida originalmente no início do século 20 e demolida em 2011, para dar espaço ao novo prédio. A obra foi financiada com doações, incluindo contribuições vindas do Cazaquistão e da Turquia.

Aproximadamente 20 milhões de muçulmanos vivem na Rússia, ou seja, cerca de 15% da população. O islã é a segunda maior religião do país, após o cristianismo ortodoxo.

CN/rtr/dpa/afp/ap

Leia mais