1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Putin e Obama discutem crise na Ucrânia por telefone

Presidente dos EUA pede a líder russo que retire tropas e armas da região de conflito no leste ucraniano. Quatro meses após a última ligação, os dois ainda conversam sobre acordo nuclear com o Irã e combate ao EI.

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e dos Estados Unidos, Barack Obama, voltaram a se falar por telefone nesta quinta-feira (25/06), quatro meses após a última ligação entre os dois líderes.

De acordo com Washington, Putin ligou para Obama para discutir, entre outros temas, a crise da Ucrânia. E ouviu do presidente americano mais um pedido para que cumpra os compromissos acertados no acordo de paz para a Ucrânia, assinado em Minsk, e retire tropas e armas russas do território vizinho.

As relações dos países ocidentais, especialmente os Estados Unidos, com o Kremlin azedaram desde o início do conflito no Leste da Ucrânia entre separatistas pró-Rússia e tropas leais a Kiev. Os EUA e a União Europeia acusam os russos de fomentar a crise na região. Moscou, que enfrenta sanções econômicas por causa disso, nega as acusações. No começo desta semana, a Otan anunciou que pretende aumentar a presença militar no leste da Europa.

De acordo com Washington, Putin e Obama discutiram ainda o acordo nuclear com o Irã, "a cada vez mais perigosa" situação na Síria e a necessidade de combater os jihadistas do "Estado Islâmico". A Rússia é um dos principais aliados internacionais do presidente sírio, Bashar al-Assad, que enfrenta quatro anos de guerra civil no país. Nos últimos meses, Damasco veio perdendo controle de várias áreas devido a ações dos extremistas do EI.

Tropas aliadas lideradas pelos Estados Unidos vêm realizam ataques aéreos sobre posições ocupadas pelos terroristas na Síria e no Iraque.

MSB/rtr/efe

Leia mais