1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Putin diz que Snowden pode ficar se parar de vazar informações

Presidente russo afirma que delator de escândalo de escuta e espionagem, que entrou com pedido de asilo, pode permanecer em Moscou se parar "de causar danos aos parceiros americanos".

default

Vladimir Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, abriu nesta segunda-feira (01/07) a possibilidade de oferecer asilo ao delator Edward Snowden, ex-consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA) e procurado pelos Estados Unidos, que pedem a sua extradição. Snowden estaria na área de trânsito do Aeroporto de Moscou, e seu passaporte foi cancelado pelas autoridades americanas.

Na noite de domingo, Snowden apresentou um pedido de asilo num escritório do consulado no aeroporto. Mas, como condição para que um eventual abrigo seja concedido, Putin disse que ele deve parar de vazar informações sobre os EUA, algo que, segundo o presidente russo, o ex-consultor da NSA não estaria disposto a fazer.

Edward Snowden

Edward Snowden estaria na área de trânsito do Aeroportoo de Moscou

"Se ele quiser permanecer aqui, há uma condição: ele deve parar seu trabalho de causar danos aos nossos parceiros americanos, não importando o quão estranho isso possa soar vindo de mim", declarou Putin a jornalistas em Moscou.

Putin reiterou que Snowden não trabalha para Moscou e garantiu que agentes secretos russos jamais o contataram. Segundo o presidente, Snowden vê a si mesmo como um ativista e dissidente, "uma espécie de Sakharov", referindo-se ao famoso ativista de direitos civis da era soviética Andrei Sakharov, vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1975.

AS/ap/afp/dpa

Leia mais