1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Protesto leva cerca de dez mil às ruas de Atenas

Lojas, carros e caixas automáticos são incendiados na área central da capital grega. Manifestantes lembram seis anos da morte de um adolescente desarmado por um policial.

Cerca de dez mil manifestantes foram às ruas de Atenas neste sábado (06/12) para lembrar a morte de um adolescente pela polícia grega há seis anos. Eles atearam fogo em caixas automáticos, carros e lojas na zona central da capital e ainda atiraram pedras e coquetéis molotov contra policiais, que reagiram com gás lacrimogêneo e canhões de água contra a multidão. Cerca de cem pessoas foram presas.

Também houve manifestações em Tessalônica, onde cerca de seis mil pessoas atenderam à convocação dos organizadores, e em Patras.

Protestos ocorrem todos os anos desde a morte de Alexandros Grigoropoulos, de 15 anos, em 2008, após discutir com um policial no subúrbio de Exarchia, em Atenas. O jovem estava desarmado.

Neste ano, manifestantes também se solidarizaram com Nikos Romanos, 21, testemunha da morte de Grigoropoulos e que se encontra preso. Condenado por roubo em outubro passado, Romanos iniciou a greve de fome há quase um mês a fim de pressionar as autoridades gregas a autorizá-lo a frequentar aulas na universidade. O governo autoriza presos a frequentar apenas aulas a distância. Romanos está internado em um hospital em estado grave.

Os protestos ocorrem em um momento delicado para o governo grego, que negocia com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional uma saída antecipada do pacote de austeridade oferecido ao país em crise.

MSB/rtr/dpa

Leia mais