Projeto analisa mudanças antropométricas da população alemã | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 02.04.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Projeto analisa mudanças antropométricas da população alemã

Os alemães estão cada vez mais altos. Através de medições a laser, o projeto SizeGERMANY analisa as transformações nas alturas e medidas de homens, mulheres e crianças alemães nas últimas décadas.

default

SizeGERMANY tomará medidas de 12 mil homens, mulheres e crianças alemães

Segundo o projeto SizeGERMANY, desde o último levantamento antropométrico nos anos de 1960, a população masculina alemã cresceu seis centímetros. A última medição entre as mulheres foi realizada há 14 anos. As medidas de meninos e meninas foram tomadas, pela última vez, em 1978 e 1994, respectivamente.

O fato é que as proporções corporais da população alemã mudaram bastante nas últimas décadas. Peças de vestuário apropriadas estão mais difíceis de ser encontradas. Para suprir esta lacuna, cerca de 80 empresas, principalmente do ramo têxtil e algumas da indústria automobilística, comissionaram o projeto SizeGERMANY.

O projeto utilizará, pela primeira vez, a tecnologia de escaneamento a laser no levantamento antropométrico de 12 mil homens, mulheres e crianças em diversas regiões do país. Até fins de 2008, os dados estarão disponíveis para que as empresas atualizem seus produtos conforme as novas medidas da população.

Limites do crescimento

DW-TV Sendung 02.04.2008 Size Germany The Limits of Growth

Aumento da altura provoca alongamento do crânio

Já há 40 anos, Georg Kenntner, professor do Instituto de Esporte e Ciências do Esporte da Universidade de Karlsruhe, pesquisa o fenômeno do crescimento da população em diversos continentes.

Segundo o professor, o constante crescimento das populações de países desenvolvidos está levando o corpo humano ao limite de seu crescimento. Entre as conseqüências, estariam dificuldades visuais e má formação da arcada dentária.

Segundo as amostras de levantamento antropométrico analisadas por Kenntner, os europeus estão, em média, 11 centímetros mais altos do que há 80 anos. Este crescimento não se manifesta somente nas alturas e medidas. Vozes de barítono estão ficando mais comuns que as de soprano, devido, possivelmente, a mudanças no comprimento da laringe e das cordas vocais, explica Kenntner.

Alongamento da cabeça

DW-TV Sendung 02.04.2008 Size Germany The Limits of Growth

Kenntner (e.): corpos atingem limite do crescimento

O aumento da altura também faz com que a cabeça dos europeus esteja ficando mais comprida, afirma o professor da Universidade de Karlsruhe. Tal crescimento acarretaria prejuízos para a visão.

Por esta razão, europeus sofreriam mais freqüentemente de miopia. O alongamento do crânio provocaria a compressão da cavidade ocular, o que teria um impacto nos músculos dos olhos e na acuidade visual, explica.

Além disso, dentistas constataram um número crescente de pacientes que necessitam de aparelhos de realinhamento dentário. Metade dos jovens abaixo dos 20 anos precisa de tratamento correcional. O alongamento da cabeça provocaria uma diminuição da largura dos ossos da mandíbula. Os dentes teriam então menos espaço para serem acomodados.

Para Kenntner, são muitos os exemplos de que alguns dos nossos corpos teriam atingido uma altura pouco saudável. "Se a altura corporal continuar crescendo na mesma proporção que observamos nos últimos 80 anos, pode-se dizer com certeza que, por volta do ano 2080, um jovem universitário alemão terá, em média, uma altura de 1,93 metro."

Tamanho pode ser documento

BdT Deutschland Größe Maß Untersuchung Projekt Size Germany

Alemães jovens têm em média 1,80 metro

Nas últimas décadas, a "história antropométrica" se impõe como medição das condições de vida das populações. Segundo o cientista econômico da Universidade de Munique John Komlos, medidas corporais reagem tão sensivelmente a condições de vida desfavoráveis que até mesmo más colheitas podem ser lidas através dos tamanhos dos indivíduos. Tais dados não seriam explicitados por instrumentos como o PIB ou a renda per capita, afirma Komlos.

"No século 17, devido à pequena era glacial que ocorreu na Europa, um homem francês atingia uma altura média de 1,62 metro", afirma Komlos. Por outro lado, o desenvolvimento do sistema educacional e de saúde de regiões do nordeste europeu fez com que homens holandeses, por exemplo, apresentem hoje uma altura média de 1,85 metro.

Na Alemanha, segundo o Departamento Federal de Estatísticas, esta média é de 1,80 metro entre os homens de 18 a 35 anos e de 1,67 metro entre as mulheres. No Brasil, segundo os dados antropométricos da Pesquisa de Orçamentos Familiares realizada pelo IBGE em 2002-2003, a altura média do brasileiro jovem é de 1,71 metro.

Leia mais