1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Profissão: formular perguntas

No ano em que Trivial Pursuit completa 20 anos na Alemanha, DW-WORLD traz uma entrevista exclusiva com o único responsável no país pela formulação das perguntas do jogo de tabuleiro, semelhante ao Master brasileiro.

default

Andresen faz as perguntas para o Trivial Pursuit alemão

Trivial Pursuit, um dos jogos de tabuleiro mais conhecidos na Alemanha, está completando 20 anos e continua em alta, impulsionado pela moda dos shows de perguntas apresentados pela televisão, do tipo Show do Milhão. Quem certamente não teria nenhuma chance de se candidatar para um programa destes é Willi Andresen. Há 18 anos, o jornalista especializado em música é o único responsável pela formulação das perguntas para o jogo.

"Cheguei a esta atividade por mera coincidência", disse Andresen, numa entrevista exclusiva à DW-WORLD. "Quando Trivial Pursuit lançou sua edição especial sobre música, em 1986, eu e outros colegas músicos recebemos uma proposta para a elaboração de perguntas. Só que não fui rápido o suficiente e o trabalho foi dado a outro", lamenta.

No mesmo ano, no entanto, recebeu uma nova chance, para organizar uma versão juvenil. Desde esta época, o alemão de 51 anos, residente em Hamburgo, integra a equipe mundial de 20 designers do jogo. "Perguntas sobre música não são nenhum problema, mas para formular questões sobre arte e literatura eu ainda preciso de pesquisas prévias", conta.

Maratona de conhecimentos

Neste meio tempo, Andresen virou mestre na criação e formulação de perguntas, nas mais variadas áreas. Sejam de política, história, ciência, economia, esporte ou artes, mais de 120 mil perguntas já foram criadas pelo alemão para mais de 18 versões do clássico.

Além de muita disciplina, o trabalho exige um altíssimo grau de informação. Para isso, Andresen lê até oito jornais diariamente, consulta revistas especializadas, a internet e diversas bibliotecas.

"Quando estou inspirado, consigo formular entre 60 a 70 perguntas num dia. Mas esta não é a regra, pois há fases sem produção nenhuma", explica.

Origem no Canadá

O jogo foi inventado em 1979 por quatro canadenses, após uma noite regada a cerveja. Desde que chegou à Alemanha, em 1984, seu fabricante, a empresa Hasbro, já o vendeu mais de 1,9 milhão de vezes. Cifra modesta, se comparada com os 20 milhões vendidos a cada ano nos Estados Unidos. O Trivial Pursuit existe em 33 países, com versões em 19 idiomas.

À pergunta "o que levou o jogo a ser tão popular na Alemanha?", Andresen responde: "É um jogo muito comunicativo, pois as pessoas sentam-se ao redor de uma mesa para responder a perguntas, das quais se desenvolvem diálogos sobre que resposta é correta. Além disso, faz parte da natureza humana querer submeter-se a uma prova de conhecimentos".

O clássico é atualizado a cada 18 meses, quando recebe um pacote, em média, de 4800 perguntas novas. O aniversário de 20 anos na Alemanha está sendo motivo para o lançamento de uma edição especial, com perguntas sobre os fatos ocorridos entre 1984 e 2004.

Apesar de dispor de tantos conhecimentos, Andresen é pessimista quanto ao sonho de se tornar milionário: "Já pensei muitas vezes e inclusive me registrei por telefone para a versão alemã do Show do Milhão, somente para ver como funciona o mecanismo, mas a verdade é que não teria chance alguma de participar, se soubessem o que eu faço".

Leia mais