1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Produção industrial cresceu 0,9% em fevereiro

Tempo bom favoreceu desempenho da construção civil. Economia alemã reage lentamente. Déficit público gira em torno de 2,5% este ano. Banco Central pede reformas estruturais.

default

Canteiro de obras em Berlim

A produção industrial alemã cresceu bem mais do que previsto em fevereiro de 2002. Segundo informações do Ministério das Finanças, o aumento foi de 0,9% em relação a janeiro, mês em que havia sido registrado um crescimento de 0,4%. Analistas haviam previsto que este índice se repetiria em fevereiro.

A surpresa positiva deve-se ao bom desempenho da construção civil, favorecida pelo tempo bom na Alemanha, no início do ano. A produção industrial de fevereiro de 2002, no entanto, foi 4,8% menor do que a do mesmo mês em 2001. Os especialistas haviam previsto um recuo de 4,3%.

"A recuperação econômica na Alemanha é mais lenta do que na zona do euro", disse o presidente do Banco Central Alemão (BCA), Ernst Welteke, ao divulgar o relatório de 2001, em Frankfurt. Os economistas do banco, no entanto, consideram possível uma reativação da conjuntura alemã neste ano.

Contas públicas - Welteke elogiou as reformas tributária, das pensões e aposentadorias, mas, diante do fraco crescimento econômico e da alta taxa de desemprego, pediu mais mudanças estruturais. Segundo o BCA, o Produto Interno Bruto (PIB) alemão cresceu apenas 0,6% no ano passado, contra 3% em 2000. Os economistas do banco central esperam que os sindicatos, empresários e órgãos públicos fechem acordos coletivos moderados, para manter a estabilidade econômica.

"Em função das boas condições de competitividade, os setores exportadores alemães devem receber novos impulsos da melhoria da conjuntura internacional", prevê o BCA. Devido ao baixo nível de produção em 2001, o PIB da União Monetária Européia, no entanto, deve registrar um crescimento mínimo neste ano. Em 2001, o PIB da zona do euro cresceu 1,5% contra 3,4% no ano anterior.

Welteke também advertiu o governo alemão a empreender novos esforços para equilibrar as contas públicas. O Ministério das Finanças prevê um déficit público de cerca de 2,5% para este ano e pretende atingir um equilíbrio de caixa até o ano 2004.

Leia mais

  • Data 21.04.2002
  • Autoria (gh)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/25qo
  • Data 21.04.2002
  • Autoria (gh)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/25qo