1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

PRISÕES SECRETAS NA EUROPA

Nossos leitores comentaram esta semana sobre as prisões secretas na Europa, a saga dos desterrados, as direitas nacionalistas e o nazismo. Leia aqui.

default

O que se pode esperar da administração Bush e Cia, eleita com base em mentiras (armas de "destruição de massa" no arsenal do falido governo iraquiano) e de um povo estúpido e chauvinista o bastante para acreditar e aceitar tais mentiras?
Se fizermos uma retrospectiva na história recente da América Latina, década de 70, podemos concluir que os EUA possuem prisões secretas e inúmeros acordos escusos com países do Leste da Europa e no resto do mundo
Gunther Hienzel

A SAGA DOS DESTERRADOS
Cada povo tem direito a uma fração de território sob sua própria autonomia e domínio, e este deve ser um direito universal reconhecido e defendido à exaustão pela ONU e por todas as nações constituídas do mundo. A globalização deve marchar passo a passo com a autodeterminação dos povos. Se esta é uma equação dificil para os que ambicionam o poder supremo, ela é muito fácil para aqueles que defendem a justiça e a paz como bens maiores.
S. Godinho

DIREITAS NACIONALISTAS
Embora para a grande maioria seja até uma heresia minha afirmação, o mundo caminha para uma fragmentação ainda maior de povos e culturas, na contramão da "globalização". E a falta de vontade em reconhecer esta tendência estará nos levando a uma escalada de direitas nacionalistas com grandes possibilidades de aumentar o caos, ao invés da tão sonhada harmonia entre os povos.
Para que haja harmonia entre os povos, não é nescessário que haja subserviência ou descaracterização de culturas. Pois o apreço natural de cada povo ou cultura por seus valores particulares criará uma aversão ao processo de globalização que aí está, aversão esta que encontrará guarida exatamente na extrema direita nacionalista, podendo nos trazer de volta figuras semelhantes ao facismo, nazismo e outras tantas ditaduras nacionalistas.
O mundo jamais será "globalizado" como pretendem alguns, a globalização só será viável se respeitar as diferenças socioculturais entre os povos, assim como vizinhos de um mesmo bairro que se relacionam, se auxiliam, confraternizam entre si, mantêm relações comerciais se for o caso etc..., mas dentro de cada casa, vive um universo independente e autônomo, que cria e vive sob suas próprias leis e regras, sem sofrer interferência dos outros. Salvo se sua conduta afetar de maneira negativa a vida dos demais.
O mundo não foi feito para ser governado por uns poucos como alguns esperam, e para quem acredita, o episódio da "Torre de Babel" nos transmite com clareza esta idéia. Por exemplo, o Iraque se fosse desmembrado em: ao norte o Curdistão reestabelecendo os domínios territoriais do povo curdo inclusive parte da Turquia. Ao sul um Estado xiita que poderia até por opção ser parte do Irã, pois se trata do mesmo povo e culturas idênticas. E ao centro um Estado sunita bem mais ocidentalizado que os outros dois, agora já sem a dinastia ditatorial de Saddam e acredito pronto para uma trajetória democrática. Penso ser esta a única chance de paz duradoura naquela região. Frase: " Aquele que não cede ao justo pela razão, cederá ao déspota pela força."
S. Godinho

NAZISMO
Não consigo imaginar como tantas pessoas se submetiam a fazer tais atrocidades, será que Hitler era o único vilão da história?! Porque uma coisa é um regime totalitarista, outra é ser submisso a tal ponto. Sinto pena das pessoas que fizeram isso, será que existe um Deus para elas, e se existe ..........sei lá!
Rodrigo Fernandes