Primeira edição de ″O Capital″ vai a leilão por 200 mil euros | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 25.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Primeira edição de "O Capital" vai a leilão por 200 mil euros

Livro foi autografado por Marx em 18 de setembro de 1867, apenas quatro dias depois do lançamento. Dedicatória é feita a Eccarius, líder operário que passou de amigo a um dos piores inimigos do filósofo.

Uma edição do clássico O Capital autografada por Karl Marx está sendo leiloada por 200 mil euros por um site de leilões. A assinatura datada do dia 18 de setembro de 1867, em Londres, foi feita apenas quatro dias depois do lançamento da obra, que é referência do pensamento socialista marxista.

A dedicatória é feita a Johann Georg Eccarius, líder operário alemão que foi secretário-geral da Associação Internacional dos Trabalhadores. O aprendiz de alfaiate emigrou a Londres para se juntar à Liga dos Comunistas e teve uma relação de amizade com Marx. O escritor chegou a enviar Eccarius em seu lugar para discursar no primeiro encontro da "Primeira Internacional".

Mais tarde, porém, o filósofo alemão acusou Eccarius de tomar suas ideias para si. O líder operário também teria, segundo Marx, se tornado informante da polícia.

A primeira edição autografada de O Capital sobreviveu aos conflitos pessoais e ao declínio de regimes comunistas pelo mundo. O livro contém pequenas correções a lápis, provavelmente feitas por Eccarius.

O site Bonhams, que organiza o leilão, diz que há ao menos outras duas cópias autografadas por Marx no mesmo dia. Uma delas, endereçada à Associação de Trabalhadores da Educação da Alemanha, pertence ao Trinity College da Universidade de Cambridge. A outra foi vendida num leilão em 2010 por 115 mil libras.

Leia mais