Presos cinco suspeitos de atacar abrigos de refugiados na Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 19.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Presos cinco suspeitos de atacar abrigos de refugiados na Alemanha

Quatro homens e uma mulher são detidos durante buscas na cidade de Freital, no leste do país. Eles são acusados de integrar um grupo extremista e de tentativa de homicídio.

Abrigo para refugiados em Freital, no leste da Alemanha

Abrigo para refugiados em Freital, no leste da Alemanha

Agentes da unidade especial da polícia federal alemã prenderam nesta terça-feira (19/04) cinco pessoas suspeitas de atacar abrigos de refugiados.

Os quatro homens, com idades entre 18 e 39 anos, e uma mulher de 27 anos foram detidos durante operações de busca em residências na região de Freital, na Saxônia, no leste da Alemanha. Mais de 200 policiais foram mobilizados na operação.

Os detidos são acusados de formar a organização de extrema direita Grupo Freital, de lesão corporal grave e de tentativa de homicídio. Três outros supostos membros da organização já haviam sido presos.

De acordo com os promotores federais em Karlsruhe, o grupo formado em junho de 2015 teria atacado dois abrigos para refugiados na região de Freital, em setembro e novembro do mesmo passado, e um projeto de habitação alternativa em Dresden, em outubro, com pedras e fogos do artifício.

Os supostos terroristas também são suspeitos de atacar um escritório do partido político A Esquerda e de fazer um ataque com explosivos contra um carro oficial da administração de Freital.

Para os atentados, o grupo teria utilizado explosivos vindos da República Tcheca, que foram encontrados nas buscas desta terça.

No ano passado, o Departamento Federal de Investigações (BKA) da Alemanha registrou 1.005 ataques a abrigos para refugiados na Alemanha, sendo que 901 deles tiveram motivação de extrema direita. O número é cinco vezes maior do que o registrado em 2014.

KG/afp/dpa

Leia mais