1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Presidente egípcio defende causa palestina em discurso na ONU

Mohamed Morsi diz à Assembleia Geral que a causa palestina é o tema mais urgente a ser resolvido pela comunidade internacional e que é "vergonhoso" que os palestinos ainda não tenham um Estado.

default

Mohammed Morsi

O novo presidente do Egito, Mohamed Morsi, fez seu primeiro discurso nas Nações Unidas nesta quarta-feira (26/09) com um apelo em defesa da resolução do conflito pela criação do Estado palestino.

"A causa palestina é o primeiro tema em que o mundo deve concentrar seus esforços para que seja solucionado, na base da justiça e da dignidade", afirmou. Sem citar o nome de Israel, disse ser "vergonhoso que o mundo livre aceite que um membro da comunidade internacional continue a negar aos palestinos o direito de serem uma nação e de serem independentes".

"Eu peço a vocês que, assim como apoiaram as revoluções nos países árabes, que apoiem os palestinos em sua luta para reconquistar seus direitos legítimos como povo e para estabelecer um estado independente", declarou Morsi, o primeiro presidente democraticamente eleito da história do Egito, à Assembleia Geral.

O líder egípcio também discorreu sobre a guerra civil na Síria, que já dura mais de 18 meses, e na qual os grupos de oposição dizem ter matado 30 mil pessoas. Morsi garantiu que "não descansará" até que termine o conflito naquele país, definido por ele como a "tragédia da nossa época".

Morsi também condenou o filme feito nos Estados Unidos que ridiculariza o profeta Maomé, classificando-o como uma "obscenidade". Ele insistiu que a liberdade de expressão não deve permitir ataques a qualquer religião.

RO/ap/dpa/lusa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais